Justiça questiona Prefeitura de Ponta Grossa sobre crise no transporte coletivo

Conforme a decisão da juíza, a prefeitura terá que explicar quais ações tomou para manutenção do transporte coletivo e quais atos tomou para manter o equilíbrio econômico financeiro do contra com a Viação Campos Gerais (VCG). (Foto: Reprodução Facebook)

A juíza da 2ª Vara da Fazenda Pública de Ponta Grossa, Luciana Virmond Cesar, determinou um prazo de cinco dias para que Prefeitura de Ponta Grossa forneça explicações sobre a situação do transporte coletivo. Com isso, a Justiça acolhe parte do pedido ajuizado pela Viação Campos Gerais (VCG).

Conforme a decisão da juíza, a prefeitura terá que explicar quais ações tomou para manutenção do transporte coletivo e quais atos tomou para manter o equilíbrio econômico financeiro do contra com a Viação Campos Gerais (VCG).

Se não houver resposta por parte do município, será aplicada multa diária de R$ 10 mil.

A VCG solicitou medida liminar para que Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT) façam o cálculo e o repasse total dos valores que a empresa deixou de arrecadar por conta do decreto municipal que suspendeu o transporte coletivo, entre 18 de março e 05 de abril de 2021.

um comentário

  • Cleide Maciel Gonçalves

    Ta certo a empresa tem q cobrar da prefeituta tbem pq els tem obrigação e dever de ajudar pois foi ela parar tudo agora querem se omitir de responsabilidades sem essa se não não ajudar resolver o problema q a prefeitura mesmo causou multa a prefeitura tbem

    Curtir

Deixe uma resposta para Cleide Maciel Gonçalves Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s