Deputados ficam no “blá-blá-blá” e Souza Naves segue sem soluções

depu souza naves
Imagens: Alep/Portal A Rede

Mesmo depois de tantas manifestações por conta do excesso de acidentes na Avenida Souza Naves, trecho urbano da BR 373, em Ponta Grossa, o problema ainda não tem solução. Os deputados estaduais Péricles Mello (PT), Marcio Pauliki (PDT) e Plauto Miró (DEM) ficaram somente no “blá-blá-blá” e não apresentaram nada de concreto. Em outubro, os parlamentares falaram sobre um termo aditivo que seria feito com a CCR RodoNorte, concessionária responsável pelo trecho, para que obras fossem executadas. O pedágio subiu no início de dezembro, mas o aditivo não entrou no contrato. Deputados informaram que teriam uma reunião com o secretário de Infraestrutura e Logística do Estado, José Richa Filho ‘ Pepe Richa’, onde discutiram o aditivo, mas nem mesmo essa reunião aconteceu.

Marcio Pauliki foi o deputado que mais usou da mídia para falar sobre o tema, mas ficou “só na publicidade” e nada de concreto efetivou. Segundo Pauliki, a agenda de fim de ano dificultou a realização da reunião. “Por ser fim de ano e com as sessões extraordinárias acontecendo nós não conseguimos a agenda com o secretário Pepe Richa”, tentou justificar o deputado. Pauliki disse que encontrou Pepe Richa em um evento no Palácio Iguaçu e que ele teria dito que “os aditivos da CCR RodoNorte vão começar a ser discutidos em março de 2016”. Vale destacar que essa não foi uma reunião, por tanto, nada oficial sobre isso foi confirmado pela Secretaria de Infraestrutura e Logística. Também é preciso lembrar que as tarifas de pedágio subiram no início do mês de dezembro e nem um aditivo para obras na Avenida Souza Naves aconteceu.

Já o deputado Plauto Miró (DEM), admitiu as falhas e disse que está cobrando um posicionamento do Governo do Estado. “Já se falou tanto sobre o assunto, infelizmente nada aconteceu. Estou cobrando, mas é preciso reconhecer que nada de concreto ocorreu. Espero que no ano que vem estas soluções se tornem realidade. Pelas informações que temos, as secretarias de Transportes e de Infraestrutura estão buscando um caminho para solucionar o problema e quando algo estiver encaminhado, o secretário de Infraestrutura e Logística, Pepe Richa, vai nos receber. Dessa forma poderemos mostrar algo mais concreto e não ficar falando de possibilidades que lá na frente não vão acontecer”, disse.

O deputado Péricles Mello (PT) disse que as cobranças vão continuar em 2016. “Em virtude de agendas a reunião não aconteceu, mas o nosso requerimento pedindo o aditivo é bem claro sobre as obras emergenciais para a Avenida Souza Naves, mesmo com o degrau tarifário. Vamos seguir lutando, no próximo ano, para que a rodovia seja contemplada com essas melhorias”, destacou.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s