Estudantes denunciam descaso com escola estadual em Ponta Grossa

escola frei doroteu
Salas de madeira, com frestas e teto com goteiras, assim é a rotina dos estudantes do Colégio Estadual Frei Doroteu de Pádua, localizado no Distrito de Periquitos, em Ponta Grossa. (foto: Página ‘Ocupa Frei Doroteu’)

O Colégio Estadual Frei Doroteu de Pádua, localizado no Distrito de Periquitos, em Ponta Grossa, virou um exemplo do descaso do governo do Paraná com a educação. Há nove anos foram improvisadas salas de madeira, que existem até hoje. O governo do estado não foi capaz de construir salas de alvenaria e adequadas para receber alunos e professores.

São inúmeros os problemas, buracos, paredes com frestas, banheiros com sanitários e torneiras quebradas. As paredes estão podres e o teto com muitas goteiras. Além disso, os muros são muito baixos e o mato tomou conta dos arredores do colégio.

Nesta segunda-feira (1º), em protesto, cerca de sessenta alunos ocuparam o colégio e disseram “que só vão deixar o prédio, quando tiverem uma resposta do governo do estado”. A mobilização ganhou apoio dos professores, que declaram “que esta luta também é deles”. Os estudantes ainda estão no colégio aguardando uma resposta do governo. Uma reunião está prevista para a noite desta terça-feira.

Os alunos criaram uma página no facebook ‘Ocupa Frei Doroteu’ (https://www.facebook.com/OcupaFreiDoroteu/?fref=ts) para denunciar os problemas de infraestrutura da escola. Na página, as fotos divulgadas, não deixam dúvidas das dificuldades enfrentadas pelos alunos.

Segundo a chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Ponta Grossa, Maria Izabel Vieira, “a Secretaria Estadual de Educação declarou que estava prevista para o Colégio Frei Doroteu uma verba de R$ 250 mil, que seria usada para a reforma, mas o recurso não inclui ampliação, ou seja, as salas de madeira não serão substituídas com essa verba”. Maria Isabel também afirmou que a “ a Secretaria de Educação está estudando outras saídas para a escola”.

Sandro Alex e Plauto Miró anunciaram verba em 2013, mas os recursos não vieram

Em 2013, o deputado federal Sandro Alex (PSD) e o deputado estadual Plauto Miró (DEM), anunciaram a liberação de R$ 3 milhões para a reforma de 24 escolas, sendo 13 localizadas em Ponta Grossa. O Colégio Frei Doroteu de Pádua está na lista. No entanto, os recursos não vieram e as condições da estrutura estão cada vez mais precárias.

Estas informações sobre a liberação dos R$ 3 milhões estão na página oficial do deputado Sandro Alex e foram publicadas pelo jornal Diário dos Campos. Veja:

http://www.sandroalex.com.br/noticias/sandro-anuncia-r-3-milhoes-para-reforma-de-24-escolas/

escola frei 2
(foto: Página ‘Ocupa Frei Doroteu’
Anúncios

Um comentário

  1. Estudei nessa escola! Um verdadeiro descaso e prova que as mentiras de campanha atinge até mesmo os pequenos cidadãos, mas é claro, eles ainda não votam!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s