Marcio Pacheco critica financiamento de campanhas com dinheiro público e afirma que foi criado um “fundo criminoso”

marcio blog
“Optei por continuar no PPL, que é um partido pequeno, que não tem um centavo para fazer campanha, recusando as propostas de partidos grandes que usam esse fundo criminoso dinheiro do povo para comprar candidatos”, disse o deputado estadual Marcio Pacheco.

Em entrevista à Rádio T e ao Blog da Mareli Martins nesta quarta-feira (9), o deputado estadual Marcio Pacheco, do Partido Pátria Livre (PPL), criticou o fundão eleitoral aprovado pela Câmara Federal no ano passado. O fundo possibilita o financiamento das campanhas eleitorais com dinheiro público. Para o deputado trata-se de um “fundo criminoso”.

“Optei por continuar no PPL, que é um partido pequeno, que não tem um centavo para fazer campanha, recusando as propostas de partidos grandes que usam esse fundo criminoso dinheiro do povo para comprar candidatos. Partidos grandes ofereceram mais de dois milhões para quem quisesse ser candidato ao cargo de deputado federal.  Continuo no PPL, partido que não tem um centavo para fazer campanha, mas se for da graça de Deus que eu me reeleja que seja convencendo as pessoas e não comprando as pessoas de uma maneira direta ou indireta”, declarou o deputado.

O deputado disse que vai disputar a eleição com recursos próprios e com doações espontâneas de amigos e eleitores. E destacou que “as doações só poderão ser de valores baixos e que não aceitará doações de valores altos que não se justifiquem”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s