Obras do Mercado Municipal seguem paradas: Rangel disse que entregaria construção em outubro de 2020

rangel e engenheiros

Ano de 2017 – Anúncio do novo Mercado Municipal de Ponta Grossa: o prefeito Marcelo Rangel ao lado dos proprietários da Tekla Engenharia, juntamente com o ex-secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonar. (Foto: PMPG)

O novo Mercado Municipal está longe de se tornar uma realidade para a população de Ponta Grossa. A obra foi anunciada pelo prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), no dia 30 de maio de 2017, mas o processo de licitação começou em 2015. Segundo Rangel, as obras custariam mais de R$ 70 milhões e seriam executadas pela empresa Tekla Engenharia.

O primeiro prazo de conclusão da obra, dado pelo prefeito, foi outubro de 2018. No entanto, como a construção não foi concluída, Rangel deu novas datas para a entrega: outubro de 2019 e depois outubro de 2020. Mas no local não há sinais de obras, apenas restos de demolição.

Em um vídeo divulgado pelo prefeito de Ponta Grossa, em 2018, Marcelo Rangel faz propaganda do novo Mercado Municipal, juntamente com empresários da empresa responsável pela construção, um deles identificado pelo prefeito como Siqueira e também aparece no vídeo o ex-secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonar.

No vídeo, o prefeito Marcelo Rangel anuncia que as obras “custariam mais de 70 milhões” e que o novo mercado contaria com “Cinema e Centro de Eventos”. Veja o vídeo: https://www.facebook.com/prefeitomarcelorangel/videos/1804494876259332/

O que diz  Prefeitura de Ponta Grossa:

Por meio de nota, a  Prefeitura de Ponta informou que “esperava que a empresa Tekla Engenharia entregasse a obra do Mercado Municipal em outubro deste ano”, mas disse que “pediu rescisão do contrato com a construtora”.

A Prefeitura declarou também que “o município tem buscado contato com a empresa através do endereço e telefones fornecidos porém, não tem obtido sucesso. No entanto, a Procuradoria Geral do Município busca outras alternativas para que a empresa seja notificada sobre a rescisão”, informou a Prefeitura, por meio de nota.

 

Vereador Pietro questiona Prefeitura sobre dinheiro de caução pago pela Tekla Engenharia

pietro

Pietro quer saber onde foi parar os R$ 300 mil que deveriam ser pagos pela Tekla, como caução. (foto:CMPG)

Conforme o vereador Pietro Arnaud, a Tekla deveria prestar e manter Garantia de Performance de 0,5% (meio por cento) do valor estimado do Contrato (cerca de R$ 300 mil reais).

Veja o que disse o vereador: 

Prefeitura descumpriu contrato do mercadão e omitiu-se em exigir a caução no prazo previsto

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s