Dos 30 deputados do Paraná, 21 votaram contra o reajuste dos salários dos servidores

Maioria dos deputados da bancada do Paraná apoiou Bolsonaro no congelamento dos salários dos servidores públicos até o fim de 2021. (foto: Câmara Federal)

A Câmara dos Deputados manteve, na última quinta-feira (20), o veto do presidente Jair Bolsonaro à concessão, até 2021, de reajustes salariais a servidores públicos. O placar foi de 316 votos sim (pela manutenção do veto), 165 votos não (pela derrubada) e duas abstenções.

No Paraná, dos 30 deputados, 21 votaram a favor da manutenção do veto do presidente Jair Bolsonaro, ou seja, foram contra o reajuste para o funcionalismo e favor do congelamento dos salários dos servidores até o final de 2021. (veja no final do texto como votaram os deputados do Paraná)

Ao todo, foram 316 votos favoráveis, 165 contrários e duas abstenções. Houve 29 ausências. Para que um veto seja derrubado pelo Congresso, são necessários 41 votos no Senado e 257 votos na Câmara.

A maior parte das siglas orientou pela manutenção do veto: PSL, MDB, PSD, Republicanos, PSDB, DEM, Podemos, PSC, Cidadania, Novo, Patriota e PV. Os partidos do bloco conhecido como Centrão (PL, PP, Solidariedade, Pros, PTB e Avante), que reúne siglas ao centro e à direita, também foram a favor. Apenas siglas da oposição – PT, PSB, PDT, Psol, PCdoB e Rede – orientaram pela rejeição do veto.

 Quem votou “sim” foi a favor da manutenção do veto presidencial e contrário ao reajuste dos salários dos servidores,

Quem votou “não” votou pela derrubada do veto presidencial e a favor do reajuste dos salários dos servidores.

Veja como votaram os deputados do Paraná

Deputados que votaram SIM ao veto e contra os aumentos:

Aline Sleutjes (PSL) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Aroldo Martins (Republicanos) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Christiane Yared (PL) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Diego Garcia (Podemos) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Felipe Francischini (PSL) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Filipe Barros (PSL) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Giacobo (PL) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Hermes Parcianello (MDB) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Leandre (PV) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Luisa Canziani (PTB) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Luiz Nishimori (PL) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Luizão Goulart (REPUBLICANOS) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Paulo Martins (PSC) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Pedro Lupion (DEM) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Ricardo Barros (PP) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Roman (PATRIOTA) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Rubens Bueno (CIDADANIA) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Schiavinato (PP) — Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Sergio Souza (MDB) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

ToninhoWandscheer (PROS) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Vermelho (PSD) – Sim ao veto (contra o reajuste dos salários do funcionalismo)

Deputados que votaram “não” ao veto e a favor do reajuste aos servidores

Aliel Machado (PSB) – Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Boca Aberta (PROS) – Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Enio Verri (PT) – Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Gleisi Hoffmann (PT) – Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Gustavo Fruet (PDT) – Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Luciano Ducci (PSB) – Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Sargento Fahur (PSD)-  Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Zeca Dirceu (PT) – Não ao veto (a favor do reajuste dos salários dos servidores)

Deputados do Paraná que não votaram

Ney Leprevost (PSD) (pré-candidato à prefeitura de Curitiba)

um comentário

  • O triste é que a população não pode votar contra o reajuste dos deputados, e mais triste ainda é que tem servidor que vota no deputado que está contra ele neste momento

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s