Após contaminação de funcionários pelo coronavírus, SindServ pede suspensão das aulas presenciais em Ponta Grossa

O pedido de suspensão das aulas presenciais será protocolado na Prefeitura de Ponta Grossa na tarde desta quarta-feira (26). (Foto: SindServ)

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais (SindServ) de Ponta Grossa, Roberto Ferensovicz , informou que o sindicato está pedindo a suspensão das aulas presenciais no munícipio. Segundo Roberto, a medida acontece depois que funcionários foram contaminados pelo coronavírus e também pelo aumento de casos e falta de estrutura na Saúde para o atendimento dos pacientes.

Em entrevista ao Jornal Falado da Rádio Clube e ao Blog da Mareli Martins, nesta quarta-feira (26), o presidente presidente do Sindicato dos Servidores Municipais (SindServ) de Ponta Grossa, Roberto Ferensovicz, disse que além da contaminação dos funcionários, o sistema de saúde de Ponta Grossa está em colapso, o que justifica o pedido de suspensão das aulas presenciais, conforme o sindicato.

“Além de casos já confirmados de profissionais da Educação contaminados pelo coronavírus, temos outros profissionais afastados por suspeita de contágio. A nossa preocupação não é apenas com os funcionários, mas com toda a população. A situação é crítica no sistema de saúde, não temos vagas para o atendimento dos pacientes e essa é a grande preocupação”, disse Roberto Ferensovicz.

O pedido de suspensão das aulas presenciais será protocolado na Prefeitura de Ponta Grossa na tarde desta quarta-feira (26).

Três Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de Ponta Grossa suspenderam as aulas presenciais após confirmações e suspeitas de casos da Covid-19 entre profissionais. A informação foi divulgada pela prefeitura nesta terça-feira (24).

Foram suspensas as aulas nos seguintes locais: Cmei Petrônio Fernal, na Vila Ferroviária; Cmei José Santana, bairro Chapada e Cmei Odysséa de Oliveira Hilgenberg, na Avenida Ana Rita.

Até esta quarta-feira (26), oito profissionais testaram positivo e cinco são casos suspeitos, conforme o município.

Conforme a secretaria, outros 60 CMEIs continuam em funcionamento no município. A rede municipal de ensino conta com mais de 9,3 mil alunos matriculados.

As aulas foram retomadas no formato híbrido, no dia 17 de maio, para crianças de quatro e cinco anos. Crianças de três anos, que retomaram as atividades na segunda-feira (24), não têm escalonamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s