“Somos uma alternativa contra os caciques da política”, diz pré-candidato ao Senado pelo PSOL no Paraná

Presidente do PSOL no Paraná, Laerson Matias, diz que pretende concorrer ao Senado.

Em entrevista à Rádio Clube ao Blog da Mareli Martins nesta semana, o presidente do PSOL no Paraná e pré-candidato ao Senado, Laerson Matias disse que pretende ser uma alternativa para o eleitorado do Paraná que busca novas opções ao Senado. (Ouça a entrevista no final do texto)

“Nossa candidatura é uma alternativa contra os velhos caciques da políticas e os concorrentes que já nascem de conchavos políticos. Somos uma opção para que o estado tenha no senado alguém que lute pelos interesses da população”, disse Laerson.

Laerson Matias fez críticas ao ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro (União Brasil), que também vai concorrer ao Senado.

“Sergio Moro é um cara de pau. Um juiz que foi flagrado pelo Supremo fazendo combinação, facilitando um processo pra evitar que o Lula fosse candidato e depois foi ministro do presidente que ele beneficiou pra ser eleito, ajudou a ele eleger com os crimes cometidos por ele quando era juiz. E depois foi enxotado do governo pelo presidente que ele ajudou a eleger. Tentou ser candidato a presidente e foi rechaçado. Tentou fraudar o domicilio eleitoral para concorrer por São Paulo e não conseguiu. E agora voltou a ser paranaense. Essa criatura é muito cara de pau”, disse.

Laerson Matias falou sobre o tempo de mandato do senador e pré-candidaro Alvaro Dias (Podemos). “O Alvaro está há muito tempo no senado e as pessoas pensam que o mandato é do Alvaro e não é. Estamos colocando o nosso nome na disputa para dar essa alternativa de renovação no senado. Queremos um mandato no senado realmente voltado para a população do Paraná”, afirmou.”

O PSOL realiza convenção estadual no dia 30 de julho. Até o momento, o partido tem como pré-candidata ao governo do Paraná a professora Angela Machado.

“União com Lula é para combater Bolsonaro”, diz

Nas eleições de 2018 o PSOL teve candidatura própria à Presidência, com Guilherme Boulos. Neste ano houve tentativa de candidatura própria novamente, mas depois o partido optou pela aliança com Lula (PT), por meio da federação. Laerson destacou que essa união é necessária para combater o atual governo.

“Estamos com o Lula porque hoje ele representa a única alternativa para derrotar o Bolsonaro. Essa é a primeira vez que não teremos candidato própria. Mas precisamos fazer isso pelo fato que temos um incapaz na presidência do país. E nós precisamos combater essa ameaça a democracia brasileira e essa pregação de ódio, que gerou assassinato em Foz de Iguaçu. Estamos com o Lula pra tirar o Bolsonaro do poder”, declarou.

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s