Por falhas no projeto, Centro de Especialidades de PG não saiu do papel

E mais uma vez, as desculpas por conta do atraso das obras, são de que
E mais uma vez, as desculpas para o atraso das obras, são de que “ocorreram falhas na elaboração dos projetos”. Se isso for verdade, Ponta Grossa está virando uma referência em “falhas de projetos de obras”.

Apesar do prefeito Marcelo Rangel (PPS) ter afirmado que as obras do Centro de Especialidades dos Campos Gerais já teriam começado, na prática, isso não aconteceu. Rangel confirmou o andamento das obras, em entrevista concedida à Rádio T FM, no dia 14 de setembro. Mas conforme as informações do Jornal da Manhã, a ordem de serviço foi assinada no mês de junho deste ano e quatro meses depois da assinatura, a obra ainda não saiu do papel.

Com isso, a inauguração do espaço poderá ficar apenas para 2017, ou seja, para a próxima gestão. A empreiteira Paraná Construções informou que o atraso foi motivado por incompatibilidades entre os projetos de engenharia e o terreno para as obras. Através da Assessoria de Imprensa, a prefeitura confirmou o atraso nas obras e destacou que a construção deve começar ainda neste mês. Para obra, o Governo do Estado repassou ao município cerca de R$ 7 milhões e outros R$ 5 milhões serão investidos em equipamentos.

E mais uma vez, as desculpas para o atraso da obra, são de que “ocorreram falhas na elaboração dos projetos”. Se isso for verdade, Ponta Grossa está virando uma referência em “falhas nos projetos de obras”.

Como não lembrar da famosa Arena Multiuso, que não tem quadra olímpica e que em uma partida de futsal, o atleta não poderia cobrar o “tiro de canto”, por que o local foi tão mal projetado que não teria espaço para a cobrança?

E os banheiros transparentes da Arena e da Biblioteca Municipal? Estas heranças foram deixadas pelo ex-prefeito Pedro Wosgrau Filho (PSDB). Está certo que transparência é importante, mas fazer banheiros com paredes de vidros, é muita transparência! Já a gestão de Marcelo Rangel, ficou famosa pelas falhas no projeto da construção da Trincheira do Los Angeles. Teve até a cerimônia do “liga máquinas”, mas obra não saiu. As desculpas também foram “as falhas nos projetos”. E se de fato, o projeto do Centro de Especialidades também possuir falhas, alguma coisa muito errada está acontecendo.

Com informações do jornalista Stiven de Souza do Jornal da Manhã.

Confira o que o prefeito Marcelo Rangel disse sobre o Centro de Especialidades, em entrevista concedida à Rádio T FM, no dia 14 de setembro de 2015:

Rádio T: Em relação ao Centro Regional de Especialidades, que conta com investimentos de R$ 7 milhões do Governo Estado para construção e mais R$ 5 milhões para compra de equipamentos, esta obra será entregue? A previsão era de dois anos para construção e o senhor já está quase no último ano de mandato, sendo assim, esta obra vai sair?

Marcelo Rangel: Nossa meta é para julho e agosto, depende de fatores climáticos, tivemos atrasos em algumas obras devido às chuvas, exemplo disso é a Trincheira da Ernesto Vilela. Mas pretendemos entregar o Centro Regional de Especialidades. Em 2016 a obra estará pronta e funcionando, mas não posso te precisar o mês. Este foi um dos grande compromissos do nosso governo.

Rádio T: Mas a obra já começou?

Marcelo Rangel: Sim a obra já começou. Agora a previsão é de que em um ano, a obra seja concluída.

Um comentário

  1. Eu penso que este Centro deveria ser construído próximo, junto ao Hospital Regional.
    Facilitaria por demais a vida das pessoas que por ele procurassem.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s