“Deputados do bloco “unidos do petrolão” não trouxeram nada à Ponta Grossa”, diz Sandro Alex

O clima das eleições municipais está ficando mais acirrado em Ponta Grossa. Nesta segunda-feira (7), o deputado federal Sandro Alex (PPS) concedeu entrevista à Rádio T FM e ao Blog da Mareli Martins e soltou o verbo em relação aos pré-candidatos Aliel Machado (Rede Sustentabilidade) e Marcio Pauliki (PDT), concorrentes de seu irmão, o prefeito Marcelo Rangel (PPS). Questionado sobre a interferência dos deputados em votações na Câmara dos Vereadores de Ponta Grossa, principalmente o último projeto votado e que autoriza o governo municipal a transferir recursos dos depósitos do Judiciário ao Tesouro Municipal, Sandro disse que para estes deputados “vale tudo pelo poder, seja para chegar lá ou tirar quem está no poder”. Segundo Sandro, os dois deputados não trouxeram nada de concreto ao município, quando o assunto é trabalho. Sandro Alex fez questão de lembrar que Aliel Machado e Marcio Pauliki fazem parte do grupo que ele chamou de “unidos do petrolão”, por que fizeram campanha para reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) e, segundo o deputado, teriam recebido recursos oriundos da Lava Jato ou de pessoas envolvidas no processo. Sandro Alex destacou que os debates das eleições devem ser centrados no trabalho apresentado por cada um dos parlamentares e do prefeito.

“Em Brasília, o mesmo deputado foi favorável ao mesmo projeto (referindo-se à Aliel Machado). Então em Brasília pode? E em Ponta Grossa, não?”, questionou o deputado. De acordo com o deputado, para estes deputados tudo gira em torno do poder. “A cidade vive hoje um cenário de destruíção política, deixam de fazer simplesmente por que é bom para a administraçãoe, com isso, prejudicam a cidade. Sou oposição ao governo federal, mas não tenho essa postura. Esse projeto, por exemplo, eu votei favorável, por se tratar de recursos da União que serão repassados aos municípios que estão com dificuldades financeiras, principalmente para o pagamento de dívidas”, explicou.

Sandro Alex destacou que os deputados Marcio Pauliki e Aliel Machado não trouxeram nada de concreto para Ponta Grossa e teriam, segundo o deputado, recebido recursos do “Petrolão”, esquema que está sendo investigado pela operação Lava Jato, como deram total apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). ” Eu ainda não vi nenhum benefício para a cidade que tenha vindo do “bloco unidos do petrolão”. Eles receberam recursos oriundos ou de pessoas envolvidas neste processo. E não vi, até o momento, nenhum benefício legitimamente depositado e garantido à Ponta Grossa, por meio destes parlamentares”, disse.

O deputado também alfineou Pauliki, em relação as gastos na Assembleia Legislativa do Paraná. “Quando estavam à frente da Acipg (Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa),criticavam e combatiam os gastos. Hoje ele está entre os deputados que mais gastam na Assembleia Legislativa do Paraná”, afirmou. Para concluir, o deputado disse que o debate eleitoral precisa girar em torno do trabalho de cada um: “Vamos ao debate do trabalho. É isso que a popuação quer saber, ou seja, o que de fato cada um fez. Sem esquecer do passado, é claro. Pois se o “petrolão” chegou ao poder é por que saíram nas ruas pedindo votos”, concluiu Sandro Alex.

Ouça a entrevista:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s