Prefeito de PG é alvo de protestos de estudantes

Estudantes protestam no hall de entrada do gabinete de Marcelo Rangel
Estudantes cobraram o fim das “limitações” do projeto do ‘passe livre’ e também pediram segurança nos terminais de transporte coletivo. (foto: André Lara/A Rede)

Com palavras de ordem como “Rangel seu vigarista, libere o passe do secundarista” e “Rangel libere o meu cartão”, estudantes protestaram na tarde desta segunda-feira (23) em frente ao gabinete do prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PPS) e na Câmara dos Vereadores. Eles cobraram o fim das “limitações” do projeto do ‘passe livre’ e também pediram segurança nos terminais de transporte coletivo, implantação de mais veículos por conta da lotação, além de ampliação de linhas específicas para as universidades.

“Os cartões são bloqueados em alguns horários e nós entendemos que é necessário participar da universidade em outros horários e não apenas nos horários de aula. Nós lutamos pela educação e a universidade trabalha com pesquisa e extensão. Precisamos de mais ônibus em alguns horários também”, disse o estudante da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Hugo Francisco Garcia, em entrevista ao jornalista Clarison Kawa.

O diretor administrativo da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT), Willian Nunes Bueno, disse que a prefeitura garante o passe o livre, mas com algumas regras. “Quando você dá alguns direitos, as pessoas sempre querem mais. O prefeito cedeu o passe livre, mas com alguns determinações. A meia passagem também não tinha regras e apenas foram estabelecidas”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s