PG sedia audiência pública sobre a renovação dos contratos de pedágio

frente pedagio
A audiência pública será realizada às 19h30, na sede da Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa (ACIPG). (foto: Alep)

Nesta segunda-feira (23), a Frente Parlamentar Contra a Renovação dos Contratos de Pedágio, se reúne com entidades organizadas e com a população, em uma audiência pública, que será realizada às 19h30, na sede da Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa (ACIPG).

O coordenador da Frente Parlamentar Contra a Renovação dos Contratos de Pedágio, deputado Ademir Bier (PMDB), destacou que outras audiências públicas vão ocorrer em diversas regiões do estado. “Esta é a primeira de uma série de audiências públicas que vamos realizar com a população do nosso Estado. Estamos ampliando a discussão e levando para a população participar de forma mais ativa”.

De acordo com o DER, desde 1.998, as concessionárias de pedágio investiram R$ 852 milhões nas estradas paranaenses. As obras programadas para serem executadas até 2021 somam mais de R$ 1 bilhão. De acordo com o deputado Marcio Pauliki (PDT), na região dos Campos Gerais, a CCR RodoNorte entregou R$ 345 milhões e mais R$ 913 milhões estão previstos até 2021. “Em 18 anos, apenas 40% dos contratos de pedágio foram cumpridos. Em apenas seis anos, será que as concessionárias conseguirão executar o 60%restante?”,  questiona Pauliki.

Para o deputado Requião Filho (PMDB), a qualidade do que será feito às pressas, é duvidosa, devido à falta de comprometimento e a tentativa de barganha desesperada para forçar a uma renovação antecipada. “Vão tentar nos convencer de todas as maneiras, com promessas de duplicações fantásticas e melhorias futurísticas. Mas nem com isso vamos querer continuar pagando caro para trafegar pelas nossas rodovias”.

Segundo o deputado Péricles Mello (PT), os contratos de pedágio no Paraná apresentam graves irregularidades. “Em relatório apresentado na CPI, destaco pontos como o conluio entre as concessionárias e empreiteiras, irregularidades no edital de licitação, distorção no volume de obras realizadas, aumento na taxa de retorno solicitada pelo governo – desrespeitando os índices indicados pelo Departamento de Estradas de Rodagem, DER e o superfaturamento de obras”.

Depois da audiência pública em Ponta Grossa, outras estão previstas em diferentes cidades. No dia 17 de junho em Cascavel e Foz do Iguaçu, no dia 24 de junho em Umuarama e no dia 8 de julho em Maringá e  Londrina. Estão previstos encontros também em Campo Mourão, Guarapuava e Paranaguá, em datas a serem definidas.

A Frente Parlamentar Contra Prorrogação dos Contratos de Pedágio é composta pelos deputados: Ademir Bier, Tercílio Turini, Nelson Luersen, Péricles de Mello, Paranhos, Requião Filho, José Roberto Schiavinatto, Anibeli Neto, Cobra Repórter, Evandro Araújo, Guto Silva, Nereu Moura, Márcio Pauliki, Adelino Ribeiro, Chico Brasileiro, Márcio Pacheco e Professor Lemos.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s