Eleições em PG: Julio Küller critica qualidade do transporte coletivo

Julio-Kuller-10.02.15
“Nestas eleições não podemos ter mais promessas mirabolantes”, declarou o vereador, presidente local do Partido da Mulher Brasileira (PMB) e pré-candidato a prefeito de Ponta Grossa, Julio Külle. (foto: José Aldiam)

Durante entrevista à Rádio T e ao Blog da Mareli Martins nesta quarta-feira (8), o vereador, presidente local do Partido da Mulher Brasileira (PMB) e pré-candidato a prefeito de Ponta Grossa, Julio Küller, defendeu o fim das promessa mirabolantes dos políticos. Küller que esteve ao lado do prefeito Marcelo Rangel (PPS), na campanha de 2012 e também foi secretário de Assistência Social, preferiu fugir das polêmicas e principalmente de dar a sua avaliação sobre o governo de Rangel. (ouça a entrevista completa, no final da matéria)

Mas o transporte coletivo foi alvo de críticas de Julio Küller. Para ele as promessa do famoso “bilhete único”, proposta do então candidato nas eleições de 2012 e hoje deputado estadual Marcio Pauliki (PDT), não atende as reais necessidades da população. No segundo turno das últimas eleições, Marcelo Rangel também aderiu a ideia do “bilhete único”. Küller disse que a tarifa que o ponta-grossense paga (R$ 3,20), não corresponde a qualidade do transporte coletivo.

Segundo Julio Küller para melhorar o transporte público a prefeitura precisa ter uma fiscalização eficiente, algo que historicamente não acontece em Ponta Grossa, além de proporcionar boas condições para os usuários. “O bilhete único foi bastante discutido nas últimas eleições e não foi feito e nem será feito. Entendo que não é isso que a população necessita. É preciso fazer com que o transporte coletivo seja acessível para todos e que as pessoas se sintam felizes com o serviço. E isso é a prefeitura que precisa exigir, pois se a empresa tem a concessão, ela deve dar o melhor de si e cabe a prefeitura a fiscalização”, declarou Julio Küller.

O vereador também falou sobre as dificuldades para promover qualquer alteração na lei 7.018 do tranporte coletivo. “A lei 7.018 feita pelo ex-prefeito Péricles Mello limitou muito as ações do legislativo e do executivo. Não tem como fazer muitas mudanças nesta lei. Eu mesmo já tentei e perdi algumas”, esclareceu.

Reforçando a sua pré-candidatura a prefeito pelo PMB, Küller afirmou que as pessoas não querem mais ouvir promessas que não podem ser cumpridas. “Nestas eleições não podemos ter mais promessas mirabolantes”, destacou.

Ouça a entrevista completa. O Tnews edição local vai ao ar de segunda à sábado, na Rádio T FM 99,9, das 7h às 8h e é apresentado pela jornalista Mareli Martins e pelo jornalista Clarison Kawa, com os comentários de Antonio Laroca Netto e Luiz Setembrino Von Holleben.

 

Anúncios

2 comentários

  1. Mareli me desculpe mas da para vc e a T, quando abrirem espaço para esses pré candidatos serem mais diretos e fazer eles responder o que interessa par o povo. SAÚDE, EDUCAÇÃO, SEGURANÇA, SANEAMENTO BÁSICO, MELHORIAS NAS VIAS PÚBLICAS, porque transporte coletivo tem um contrato podre em vigência que é intocável, muito bem amarrado, por favor esse Júlio Kuller é outro enrolador.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s