Richa afirma que manifestações da Polícia Civil tem origens políticas

richa e policia
“Um lote grande de coletes balísticos já foi comprado e os coletes estarão chegando nos próximos dias”, afirmou o governador Beto Richa. (Fotos: Aen e Diário dos Campos)

O governador Beto Richa (PSDB) esteve em Ponta Grossa nesta quarta-feira (10) e foi questionado pelo Blog da Mareli Martins e pela Rádio T a respeito dos coletes balísticos da Polícia Civil, que estão com prazo de validade vencido. Por conta disso, policiais civis da 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa aderiram à paralisação estadual nesta quarta (10) e quinta-feira (11).

Esta é a segunda paralisação apenas neste mês. Também fazem parte da pauta de reivindicações, a valorização da classe em geral, detalhamento de punições e sanções, reconhecimento de forma das carreiras, falta de efetivo, viaturas com estrutura comprometida, além das progressões e promoções, que envolvem muitos servidores.

Segundo o governador Beto Richa, a paralisação tem origem política. “Na verdade existe uma animosidade com a associação dos delegados de polícia. Inclusive o representante foi muito agressivo em relação a mim. É uma questão política, eles sempre foram bem atendidos”. (ouça a entrevista no final da matéria)

Richa disse que  logo que assumiu o governo, cumpriu com uma das principais reivindicações da categoria. “A maior revindicação quando assumi o governo era a implantação do subsídio e isso foi garantido aos policiais civis. Foi um grande reajuste. O Paraná deu um reajuste de 10.67% aos servidores, foi um único a dar esse reajuste, em um momento de crise. Então é uma questão política meramente e não tem razão de existir essa paralisação”, afirmou o governador.

Questionado se os coletes balísticos realmente estão vencidos, Richa destacou que outros lotes já foram adquiridos. “Os os coletes passaram pelo fabricante, foram recondicionados dentro das especificações técnicas. Um lote grande de coletes balísticos já foi comprado e os coletes estarão chegando nos próximos dias”, declarou o governador.

O diretor do Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná (Sinclapol-PR), Elter Taets Garcia, afirmou que, até o momento, só existem “promessas” de que os coletes novos vão chegar e que as manifestações não tem influência política. “Nós discordamos do posicionamento do governador, acredito que ele está misturando os fatos com as com atitudes de algumas associações e não os sindicatos que defendem as categorias. A Adepol e outras associações já foram observadas pelo governador de forma política, mas isso não está relacionado com as nossas manifestações”, esclareceu. (ouça a entrevista no final da matéria)

De acordo com o Elter Garcia, parte dos coletes balísticos já foram devolvidos ao estado, por estarem vencidos. “Por enquanto são só palavras, mas os coletes ainda não chegaram. A maioria dos coletes estão vencidos desde 2014 e isso inviabiliza a prática policial, pois os policiais não vão colocar em risco a sua vida, até que sejam comprados outros coletes. Pelo menos 80% dos coletes já estavam vencidos desde 2014. E nós fizemos a devolução ao governo do estado e estamos aguardando os novos”, afirmou.

Ouça a entrevista do governador:

Ouça a entrevista com diretor do Sindicato das Classes Policiais Civis do Estado do Paraná (Sinclapol-PR), Elter Taets Garcia:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s