vídeo “A cidade está abandonada, chega de mentiras”, diz Aliel

aliel
“Ao contrário do prefeito, eu não fujo de debates e entrevistas, por que não tenho nada a esconder”, declarou o candidato Aliel Machado (Rede Sustentabilidade)

Em entrevista à Rádio T nesta quinta-feira (27), o candidato à prefeitura de Ponta Grossa, Aliel Machado (Rede Sustentabilidade), falou sobre temas polêmicos que envolvem a sua candidatura. Entre eles, o apoio do PT e do PMDB, em sua campanha e o voto contrário ao impeachment de Dilma Rousseff (PT). O candidato também respondeu perguntas sobre as dificuldades financeiras enfrentadas pela prefeitura de Ponta Grossa e que serão um grande desafio para a próxima gestão.

O fato é que quem for eleito, vai assumir uma prefeitura com sérios problemas financeiros. De acordo com a Secretaria de Gestão Financeira, o limite prudencial está em 53,6%m, sendo que o permitido é 54%. E com 51% já ocorre uma situação de alerta.

De acordo com Aliel Machado, isso reflete a falta de responsabilidade de gestão. “O limite máximo é de 54%, mas com 51% a prefeitura começa a ter sanções, está na lei. E isso demonstra que a prefeitura está abandonada no quesito administrativo. É preciso governar com responsabilidade e sem mentiras”, disse.

Aliel Machado respondeu aos questionamentos sobre o seu voto contrário ao impeachment de Dilma Rousseff (PT) e suas alianças com o PT e o PMDB, partidos que estão no centro das atenções, quando o assunto é corrupção.

“O meu voto é a maior prova de que eu não sou suscetível a nenhum tipo de pressão. Hoje é mais fácil explicar isso, pois o Brasil entrou em colapso depois da votação da PEC 241. Muitos ainda não entenderam que essa PEC significa o congelamento de recursos em áreas como educação e saúde. E era isso que eu não queria. Hoje o Cunha está preso pro corrupção e ele comandou esse processo de impeachment, por que governava com o Michel Temer, que poderá cair também”, esclareceu o candidato.

Aliel Machado destacou que outros partidos também estão envolvidos em corrupção e não apenas o PT e o PMDB. “Primeiro que em Ponta Grossa estou aliado com pessoas boas e que não são investigadas por corrupção. Eu sou ficha limpa e não estou sendo investigado. Ao contrário do prefeito Marcelo Rangel, que é réu em processos na Justiça, que vai responder pelo desvio de recursos do Mercado da Família, por funcionários fantasmas e agora por pedaladas fiscais. Ele tem apoio de partidos que tem denúncias de corrupção, como o PSDB, do governador Beto Richa, que também está sendo investigado”, afirmou.

O candidato ressaltou que defendeu novas eleições no Brasil. “Não defendo nenhum partido e defendi novas eleições, pois eu sabia o que estava por trás disso. Eu sabia que iriam cortar direitos adquiridos, como o da aposentadoria. Infelizmente as pessoas mais humildes serão afetadas. Sou autor,junto com a Rede, do pedido de cassação do Eduardo Cunha, do senador Delcídio, que era do PT. E também comandei o processo de cassação da vereadora Ana Maria, em Ponta Grossa. E a vereadora fazia parte do PT”, declarou Aliel Machado.

Ouça a entrevista completa!

Anúncios

Um comentário

  1. É chega de mentiras, Aliel. Domingo o senhor Aliel vai sentir o mesmo que sentimos naquela votação do impeachment: em que o então Dep. Federal, Aliel Machado votou contra nós, paranaenses.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s