vídeo Pela terceira vez Rangel foge de entrevista na T

marcelo-rangel-23
Rangel alegou que teria que gravar programas eleitorais de TV, no mesmo horário da entrevista na T. (foto: Portal A Rede)

O candidato à reeleição em Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PPS), fugiu novamente da entrevista programada na Rádio T. O compromisso seria nesta quarta-feira (26), mas o candidato não compareceu. Esta foi a terceira vez que ele evitou entrevistas na emissora. No primeiro turno, Marcelo Rangel não foi ao debate e também à rodada de entrevistas. O candidato também evitou debates em outros veículos de comunicação.

Dessa vez, a justificativa de Rangel, é de que ele teria que gravar os programas de TV, que serão exibidos no horário eleitoral. E ele precisava fazer isso exatamente no horário da entrevista que estava marcada na rádio T.

Vale destacar que, mais uma vez, a coligação de Rangel não cumpriu o que foi estabelecido no regulamento das entrevistas, de que em caso de não comparecimento, o comunicado deveria ser feito com 24 h de antecedência ao dia da entrevista. Representantes da coligação ´Ponta Grossa no Rumo Certo’ assinaram o regulamento e estavam cientes disso.

Até o final da tarde desta terça-feira (25), a entrevista de Rangel estava confirmada. Porém, durante a noite,o coordenador da campanha de Rangel, Luciano Schlumberger, enviou um email à jornalista Mareli Martins, dizendo que o candidato não compareceria:

“Prezada Mareli:

Em virtude das demandas relacionadas aos últimos momentos da campanha, inclusive agendamento de diversos encontros e gravações neste período, para exibição no horário de propaganda eleitoral gratuita, não será possível a presença do prefeito Marcelo Rangel no programa, prevista para esta quarta-feira.
Gratos mais uma vez pela oportunidade e pela cordialidade, enviamos nossas mais cordiais saudações.

Abraço”.

Luciano Schlumberger
coordenador de campanha

Em respeito aos ouvintes e aos demais candidatos, a Rádio T, divulgou as perguntas que seriam feitas ao candidato Marcelo Rangel.

Ouça:

Perguntas:

– Candidato Marcelo Rangel, de acordo com a própria secretaria de Gestão Financeira, a situação da prefeitura é muito complicada. O limite prudencial está em 53, 67%, sendo que o máximo é 54%. Por que o senhor deixou as finanças do município chegarem a esse ponto?

– Existe um temor por parte dos funcionários de que o senhor não vai conseguir pagar os salários até o mês de dezembro deste ano.Isso realmente pode acontecer?

– E quanto ao décimo terceiro dos servidores, a prefeitura vai conseguir pagar, diante de tantas dificuldades financeiras?

– O senhor fez várias críticas aos ex-prefeitos por atrasarem o recolhimento do INSS e do FGTS, mas o seu governo também atrasou estes benefícios. Por que o senhor não conseguiu colocar em dia isso?

– O senhor assumiu a prefeitura com uma dívida de R$ 289 milhões e agora esta dívida passa de R$ 306 milhões. O que o senhor conseguiu pagar de dívidas?

– Deste montante de R$ 306 milhões, quanto é de precatórios?

– Quanto a prefeitura deve para fornecedores?

– O senhor sempre destacou que a prefeitura precisa economizar, chegou anunciar algumas medidas de contenção de gastos, incluindo corte de cargos em comissão. Mas na prática aconteceu o contrário, o senhor aumentou em mais de 50% os cargos em comissão. Hoje a prefeitura tem mais de 300 cargos comissionados. O senhor não considera que foi incoerente de sua parte aumentar esse número de cargos, sabendo da realidade financeira do município?

– Por que o senhor não diminuiu o número de cargos em comissão, em vez de aumentar?

– Ou o senhor não podia fazer isso por que precisa empregar estas pessoas devido a compromissos de campanha?

– Se for reeleito, vai diminuir o número de cargos em comissão? Ou vai aumentar, mais uma vez?

– Mesmo com dificuldades financeiras, o senhor autorizou que a prefeitura gastasse R$ 136 mil, apenas com passagem da tocha olímpica, em Ponta Grossa. Não somos contra o evento esportivo, mas o senhor não considera que foi um valor exagerado apenas para a passagem da tocha?

-Em entrevista à rádio T, o chefe de gabinete da prefeitura, Ricardo Linhares, afirmou que os 136 mil foram gastos com banheiros químicos. O senhor acha mesmo que isso justifica o gasto, quando outros municípios gastaram bem menos? Gastaram entre R$ 10 mil e no máximo R$ 50 mil?

Exemplos: Os municípios de Joinville (SC), Chapecó (SC) e Campo Mourão (PR), gastaram R$ 10 mil reais. E outras cidades também aparecem no comparativo feito pela Frente dos Movimentos Sociais: Rio Grande (RS), R$ 12 mil, Vila Vellha (ES), 13 mil, Arapongas (PR), R$ 15 mil, Erechim (RS), 38 mil, Londrina (PR), R$ 44 mil, Cascavel (PR), R$ 50 mil).

– A prefeitura mal consegue pagar o que é básico, tem inúmeras dívidas com fornecedores. Não consegue fazer os repasses em dia para entidades sociais. Muitas vezes faltou até feijão no Restaurante Popular, por falta de dinheiro. Mesmo assim o senhor aumentou o número de cargos em comissão e teve gastos desnecessários, como estes R$ 136 mil com a Tocha Olímpica. O senhor acredita que a prefeitura está com as contas desequilibradas por que o senhor gastou mal? O senhor não soube controlar o dinheiro público?

– Diante de tantos problemas de ordem financeira, o próximo governo terá que promover um ajuste fiscal, daqueles que contam com aumento de impostos, ou seja, a população será penalizada?

– Na sua gestão o senhor já promoveu aumentos significativos, de 37% nas taxas de coleta de lixo e no IPTU. No seu segundo mandato, caso seja eleito o senhor fará isso novamente? Por que mesmo com estes aumentos, a prefeitura enfrenta uma situação delicada nas finanças?

– Para o ano de 2017 o orçamento do município será de R$ 780 milhões e teve um crescimento de 7,7%. O senhor acredita que esse orçamento será suficiente para as demandas do município?

-Candidato ainda falando sobre estas questões de ordem financeira, existe uma denúncia da Câmara de Vereadores, de que o senhor teria cometido crimes de responsabilidade fiscal. A denúncia relata que a prefeitura retirou do Fundo do Mercado da Família R$ 1 milhão e realocou para a conta do município, para aplicar em outro setor da administração, uma delas seria a folha de pagamento dos servidores. O senhor cometeu este crime?

– Desde que a Câmara começou a trabalhar com a possibilidade de votar a abertura de uma Comissão Parlamentar Processante contra o senhor, começaram muitas manobras no judiciário para impedir que isso acontecesse. O senhor está por trás destas manobras?

– Nesta semana a Câmara chegou a aprovar a abertura do processo com 12 votos a 11, mas com uma manobra no judiciário, feita por um vereador, que novamente integra sua base de apoio, a votação foi prejudicada e a denúncia foi arquivada. Por que tantas manobras? O senhor tem receio de algo? O senhor realmente cometeu estas pedaladas?

– No dia da votação, entre as pessoas que lotaram as galerias da câmara, estavam pessoas ligadas ao candidato Aliel, mas também tinham muitos servidores públicos e cargos em comissão seus. Estes funcionários não tinham que estar trabalhando?

– Estes funcionários, tanto de carreira como os em comissão, são pagos com dinheiro público. Mas eles são pagos para isso? Para participar de articulações políticas?

– O senhor afirmou que o pedido de abertura da Comissão Parlamentar Processante foi eleitoreiro. Mas o senhor não se preocupa com o fato de que o processo investigativo continua e depois das eleições o senhor pode ter problemas?

– As chamadas pedaladas fiscais levaram ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Se forem comprovados estes crimes de reponsabilidade o senhor pode enfrentar o mesmo processo aqui. O senhor se preocupa com isso? Ou consegue provar que não cometeu estes crimes?

– Na sua gestão foram desviados cerca de 800 mil do Mercado da Família e até hoje os culpados não foram punidos. O senhor sabia que estes desvios estavam ocorrendo?

– Um dos problemas apontados por todos os ouvidos no inquérito foi a falta de controle do dinheiro que circula nos espaços do Mercado da Família, sendo o senhor prefeito da cidade, isso também não era sua responsabilidade? Por que até hoje os culpados não foram punidos?

– O senhor tem dito em suas propagandas eleitorais que vai ampliar o programa Mercado da Família, mas como isso será feito, sendo que o senhor não conseguiu fazer o controle financeiro deste programa? Por isso tivemos desvios de dinheiro público.

– O senhor estava com os bens bloqueados na Justiça pela investigação do Ministério Público que apura irregularidades nos contratos de shows da 24ª Münchenfest, de 2013. O senhor tem comemorado e divulgado na mídia o desbloqueio dos bens como se o processo tivesse encerrado. Mas o senhor está ciente de que continua sendo investigado e que o desbloqueio dos bens não altera em nada as investigações?

Ou seja, o senhor continua sendo investigado. Neste caso da Münchenfest, o senhor pode explicar como funcionava esta gestão da contratação de empresas para a realização dos shows da Münchenfest?

– A empresa Versus Produções Artística teve algum tipo de facilidade nos processos de licitações da prefeitura?

– O senhor está ciente de que se for condenado neste processo, poderá ficar inelegível, ou seja, terá os direitos políticos cassados?

– O senhor ainda tem outro processo. Segundo o Ministério Público, o senhor, o presidente do PPS no Paraná, deputado federal Rubens Bueno, o deputado estadual licenciado e atualmente secretário de Esportes e Turismo do Paraná, Douglas Fabrício e o ex-deputado estadual e prefeito de Guarapuava, César Silvestri Filho, terão que devolver aproximadamente R$ 11,3 milhões à Assembleia Legislativa do Paraná, de acordo com a ação do Ministério Público do Paraná (MP). O MP ofereceu à Justiça uma ação civil pública por improbidade administrativa aos envolvidos. Esse processo também pode levar à cassação, podendo deixar o senhor fora da vida pública por uns oito anos. Como o senhor se defende disso?

– Em relação às suas promessas de campanha, o senhor disse que faria um grande Parque Central, que o senhor chegou a comparar com o Jardim Botânico, de Curitiba. Foram espalhadas placas pelo Centro da cidade que diziam ‘vem aí o novo Parque Central’. Mas as placas foram até retiradas o Parque não foi construído. Por que o senhor não cumpriu com essa promessa? O senhor mandou retirar as placas por que viu que não daria pra fazer o Parque?

-O senhor prometeu que faria 4 mil quadras de asfalto e também não cumpriu. Por que essa promessa também não foi cumprida? Quanto o senhor conseguiu fazer?

– O seu plano de governo não apresenta muitas diferença em relação ao apresentado em 2012. Inclusive muitas das promessas que não foram cumpridas o senhor mantém nesse plano de governo atual. Se não deu pra fazer nesta primeira gestão, por que agora vai dar pra fazer?

– Nesta gestão o senhor entregou obras que foram deixadas pelo ex-prefeito, Pedro Wosgrau Filho, como CMEIs, Unidades Básicas de Saúde, pavimentação e casas populares, se o senhor for reeleito, que obras estão programadas? O que o senhor vai entregar?

– A população reclama que a propaganda que o senhor mostra na TV não condiz com a realidade da cidade. O senhor concorda com isso?

– Na saúde, por exemplo, faltam médicos especialistas, faltam consultas e medicamentos e mesmo assim o senhor mostra em sua propaganda uma saúde pública que é diferente da realidade. O senhor tem o conhecimento de como está a saúde pública? Ou o senhor mostra essa propaganda apenas em caráter eleitoreiro?

– Se o senhor for reeleito como vai aumentar a oferta de consultas na Atenção Básica e solucionar os problemas da falta de médicos clínicos gerais e especialistas, além da falta de medicamentos?

– Recentemente iniciaram os voos no Aeroporto Santana. Como isso vai beneficiar o desenvolvimento do município?

– Na área de Meio Ambiente, como o senhor pretende desenvolver políticas públicas de incentivo ao meio ambiente sustentável?

– O senhor fez promessas em relação às políticas de controle dos animais de rua, dos cuidados e do combate aos maus tratos aos animais. No entanto, mesmo com a inauguração do canil municipal, o número de animais abandonados pelas ruas é alto. Por que o senhor não conseguiu fazer o que prometeu em campanha, que seria uma política voltada de fato para os animais de rua?

– Muitas clínicas veterinárias que eram parceiras da prefeitura nos trabalhos de castração, romperam com a parceria por falta de pagamento. Por que a prefeitura não conseguiu deixar isso em dia?

– Ponta Grossa não tem apenas cães e gatos nas ruas, tem também cavalos nas ruas. Por que em seu governo não aconteceram medidas para controlar isso?

– Se reeleito como o senhor vai tratar destas questões?

– Na área da educação embora o senhor destaque o ensino integral, ainda existem muitas mães que tem dificuldades para conseguir vagas para os filhos na escola. Como o senhor pretende aumentar a demanda de vagas?

– A população continua carente de atividades culturais, de lazer e esporte, principalmente nas vilas mais afastadas. Se o senhor for reeleito, como pretende levar estas atividades para os bairros?

– O senhor é aliado do governador Beto Richa (PSDB), e ele também está sendo investigado pela Justiça por supostos desvios na Educação (20 milhões, Operação Quadro Negro) e na Operação Publicano, que investiga desvios na Receita. Cerca de R$ 4 milhões podem ter sido desviados para a campanha de Richa. Da mesma forma que o senhor critica outros candidatos pelas alianças com o PT, o senhor não se preocupa com estes escândalos envolvendo o governador do Paraná?

– O senhor faz críticas ao seu concorrente Aliel Machado por ele ter sido filiado ao PCdoB, que é um partido comunista. O seu grupo faz ataques a ele por essa questão do comunismo. Mas não é contraditório o fato de que o seu partido PPS é o Partido Popular Socialista e surgiu do comunismo. Roberto Freire, que é o presidente nacional do PPS, tem raízes comunistas. O senhor não considera o seu discurso incoerente? Ou o senhor está no partido errado?,

– Desde o inicio de sua campanha, já no primeiro turno, o senhor declarou guerra ao PT, mesmo Aliel Machado sendo filiado à Rede Sustentabilidade. E o senhor e seu grupo construíram essa disputa entre vermelho e azul, esquerda e direita. O senhor não considera esse discurso pobre e ultrapassado? Não seria melhor discutir propostas para a cidade?

– No começo do segundo turno foram lançados materiais apócrifos para prejudicar a imagem de seu concorrente Aliel Machado. O senhor já foi vítima desta mesma prática na campanha de 2012. O grupo de Aliel cogita a possibilidade de que estes materiais tenham sido lançados por sua equipe. Como o senhor recebe estas acusações?

– O senhor tem condições de dizer o percentual de promessas que o senhor fez em campanha e que foram cumpridas? Quando o senhor cumpriu?

Anúncios

Um comentário

  1. Muito boas e bem formuladas as perguntas? Uma pena uma pessoa que diz que e ficha limpa e democratico nao tem coragem de expor ou responder.tudo dando o esclarecimento ao povo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s