Osmar Dias segue firme na oposição ao grupo de Richa e diz que “o governador debocha da população”

osmar e richa
“Lançar pedra fundamental da duplicação da BR 369 agora no final do mandato é deboche. O Richa ficou sete anos no governo e não cobrou essa duplicação. Algum caminhão, algum carro vai passar nessa pedra fundamental? As pessoas querem a duplicação. Só pode ser deboche”, criticou Osmar Dias

O ex-senador e pré-candidato ao governo do Paraná, Osmar Dias (PDT) está deixando muito claro em seus discursos que será oposição ao grupo de Beto Richa (PSDB). Nesta semana, em entrevista ao radialista Zé Leite, da Rádio Graúna, de Cornélio Procópio, Osmar disse que Beto Richa “faz deboche com a população” por lançar pedra fundamental no último ano de governo.

Em entrevista à Rádio T, recentemente, o deputado Marcio Pauliki (PDT) disse que “faria a aproximação de Osmar com o grupo de Richa”. Mas parece que Osmar Dias pensa diferente de Pauliki.

A crítica de Osmar Dias se refere ao “circo” que Beto Richa armou nesta sexta-feira (23), ao fazer o lançamento da pedra fundamental da duplicação da BR 369, no norte do estado, entre Jataizinho e Cornélio Procópio. Este trecho tem um dos pedágios mais caros do Paraná (R$ 22 reais).

Para que a duplicação fique pronta são necessários três anos, ou seja, não será entregue no governo de Richa que chega ao final. Ao ser informado que Richa faria o lançamento da obra na última sexta-feira (23), Osmar Dias considerou a atitude do governador um verdadeiro deboche com o povo do Paraná.

Você está me falando a verdade mesmo? Isso só pode ser deboche! Depois de ter passado sete anos no governo, lançar pedra fundamental agora? Algum caminhão, algum carro vai passar nessa pedra fundamental?, questionou Osmar.

Osmar considera a atitude do tucano um deboche por que existe uma reivindicação antiga dessa duplicação da 369, ou seja, o governador deveria ter concluído a obra durante os mais de sete anos que esteve no governo.

“O governador está há sete anos no cargo. Ele não cobrou que se fizesse essa duplicação durante o mandato dele por quê? Nós temos de ter seriedade e respeito com a população. As pessoas querem ver a duplicação, nada de pedra fundamental, principalmente no último ano de governo”, criticou.

Mesmo com discurso de oposição, Osmar ainda mais em conversas com o PSB e não descartou a filiação no partido. A entrada de Osmar no PSB pode mudar os rumos da prosa, visto que o PSB é base do governador Beto Richa no Paraná. Porém, existe a possibilidade de que Osmar continue no PDT. A decisão de Osmar envolve também a campanha de seu irmão, senador Alvaro Dias (Podemos) à presidência da República.

(Com informações da Rádio Graúna)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s