Em entrevista à Rádio T, Alvaro defende a reforma trabalhista e diz que ser for eleito vai ampliar as mudanças

5
Alvaro Dias (Podemos) é favorável à reforma trabalhista, mas votou contra o projeto. (foto: UOL)

O senador e candidato à Presidência da República, Alvaro Dias (Podemos), foi entrevistado pela Rádio T e o Blog da Mareli Martins nesta quarta-feira (8). Alvaro foi deputado estadual e federal, governador do Paraná e atualmente é senador, com mandato que encerra em 2022. (Ouça a entrevista completa ao final do texto)

Em sua trajetória na política, Alvaro já passou por sete partidos: PMDB, PST, PP, PSDB (duas vezes), PDT, PV e Podemos. Questionado sobre tantas mudanças de partido, o senador disse que “o Brasil não tem partidos de verdade e sim siglas, usadas para registro de candidatura”.

“Eu nunca mudei de partido e sei que isso parece incoerente, contraditório, mas é o que eu penso. Nunca mudei de partido por que o Brasil não tem partido e sim uma fábrica de siglas que servem apenas para registro de candidatura e para ocupar o poder. O que temos não são partidos, partido tem programa e hoje não temos isso. Você disse que passei por sete partidos e existem trinta e cinco partidos registrados oficialmente e setenta e três na fila de espera. Eu mudei de sigla pra não mudar de lado, para manter as minhas convicções”, disse Alvaro Dias.

Alvaro diz que a é favor da reforma trabalhista, mas votou contra

“Sou favorável à reforma trabalhista e pretendo melhorar o que foi feito. O que foi feito já foi bom e poderia ser ainda melhor. Eu votei contra por que não coloco a minha digital em coisas imperfeitas. E o presidente Temer não tinha credibilidade para aprovar essa e outras reformas, pois conquistou votou por meio do balcão de negócios. Então apesar de ser favorável, votei contra pelo fato de tivemos a redução das ações trabalhistas em quarenta e cinco por cento. Mas é preciso melhorar muito mais e nós vamos melhorar”, destacou o senador.

 

 Carreira política

 Alvaro Dias é formado em história pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). É casado e tem um casal de filhos.

Na década de 60, foi locutor de rádio em Londrina. Com a grande popularidade que conseguiu, chamou a atenção de lideranças políticas locais. Convidado a ser vereador, aceitou e foi eleito em 1968.

Ao longo de quase 50 anos de vida política, Alvaro Dias foi vereador, deputado estadual, deputado federal, governador do Paraná e senador. Trocou de partido sete vezes, passando pelo, PMDB, PST, PP, PSDB (duas vezes), PDT, PV e Podemos.

Em 1987, Alvaro Dias licenciou-se do mandato de governador do Paraná para tentar ser o candidato do PMDB à presidência, mas perdeu a indicação para o então deputado Ulisses Guimarães. O atual mandato dele como senador termina em 2022.

Ouça a entrevista na íntegra!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s