Alvaro diz que não teve culpa na desistência de Osmar da disputa ao Governo do Paraná

alvaro-e-osmar
“Os filhos do mal escrevem bobagem, outros falam bobagem, alguns jogam até nas minhas costas, mas eu não tive nenhuma interferência. O Osmar ouviu a voz do coração dele”, disse Alvaro Dias – sobre a desistência de Osmar da corrida pelo Governo do Paraná

Em entrevista à Rede T e ao Blog da Mareli Martins nesta quarta-feira (8), o senador e candidato à Presidência da República, Alvaro Dias (Podemos), disse que não interferiu na decisão de seu irmão, Osmar Dias (PDT), que desistiu da disputa ao Governo do Paraná. Mas vale destacar que sempre que foi questionado sobre a candidatura de Osmar, Alvaro nunca declarou apoio ao irmão.  E em entrevista à Rádio T, Alvaro chegou a dizer que “Osmar só teria apoio se aceitasse de deixar o PDT para entrar no Podemos”

Mas nesta quarta, Alvaro disse que “os filhos do mal é que andam dizendo bobagem” e destacou que a decisão de Osmar foi de caráter pessoal e “com o coração”. E também afirmou que iria apoiar Osmar no “momento adequado”.

“Foi uma decisão de foro íntimo, ele agiu com o coração. Eu respeito muito o Osmar, ele é um homem público, sério e honesto. Conheço o Osmar desde que nasceu e isso é óbvio, pois ele é meu irmão mais novo e tenho grande admiração por ele. O Osmar não quis mais conviver nesse mundo difícil de política. Ele também quis combater esse sistema do balcão de negócios”, disse Alvaro Dias.

Alvaro rebateu as versões que circulam nos bastidores de que ele teria traído o seu irmão. “Os filhos do mal escrevem bobagem, outros falam bobagem, alguns jogam até nas minhas costas, mas eu não tive nenhuma interferência. E  podem fazer a especulação que quiserem. O que eu disse ao Osmar é que por ele ser meu irmão eu o apoiaria em que quisesse. Ele teria o meu apoio no momento adequado. O Osmar tinha três opções, disputar o governo, disputar o senado ou ir pra casa. Nas duas primeiras opções, ele teria o meu apoio, agora a terceira eu não concordo. Ele ouviu a voz do seu coração e temos que respeitar”, declarou .

Vale dizer que em outras entrevistas à Rádio T, durante a pré-campanha, Alvaro foi questionado sobre o apoio ao seu irmão, mas nunca declarou que iria apoiá-lo.

Ouça a declaração de Alvaro à Rádio T e ao Blog da Mareli Martins:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s