Bolsonaro demite diretor da PF e Moro avalia deixar o governo

3

Demissão de Maurício Valeixo gera crise entre Bolsonaro e Sérgio Moro. (foto:Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta sexta-feira (24), o delegado Maurício Valeixo da diretoria-geral da Polícia Federal (PF). Na quinta-feira (23), o ministro Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que iria deixar o governo, caso a demissão de Valeixo fosse confirmada.

A exoneração –expressão própria do serviço público para desligamentos– foi publicada no Diário Oficial da União. Foi registrada como “a pedido” de Valeixo, com a assinatura de Bolsonaro. Ainda não foi nomeado o substituto.

O cargo do chefe da PF está na mira do Planalto desde agosto de 2019, quando Bolsonaro disse publicamente que o demitiria. À época, o presidente recuou após Moro bancar Valeixo. Bolsonaro chegou a dizer que era ele quem decidiria.

A principal pergunta é que o Valeixo estaria fazendo para merecer a demissão, do ponto de vista de Bolsonaro? Será que descobriu mais falcatruas dos filhos de Bolsonaro?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s