“Toma lá dá cá”: Bolsonaro nomeia mais um nome indicado pelo Centrão

bolsonaro 2

Bolsonaro segue a negociação com o Centrão. (foto: divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro entregou mais um cargo ao Centrão. No Diário Oficial da União de quinta-feira (7) consta a nomeação do advogado pernambucano Tiago Pontes Queiroz como secretário nacional de Mobilidade do Ministério do Desenvolvimento Regional. A pasta é comandada por Rogério Marinho.

Tiago Pontes foi uma indicação do deputado Sílvio Costa Filho (Republicanos-PE), em um negociação que envolveu o presidente do partido, Marcos Pereira (Republicanos-SP). O advogado já ocupou outros cargos na administração pública. Em março, havia assumido a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de Pernambuco, órgão que também é vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Regional.

O novo secretário ainda ocupou cargo no Ministério da Saúde durante o governo de Michel Temer. No início de 2019 ele foi denunciado pelo Ministério Público por irregularidades em contratos da pasta, no mesmo processo em que o ex-ministro da pasta Ricardo Barros (PP-PR) é alvo.

A secretaria de Mobilidade é o segundo cargo que Bolsonaro entrega Centrão. Sob pressão de aliados e após sofrer sucessivas derrotas políticas, o presidente começou ontem a distribuir cargos aos partidos do Centrão, em troca de votos no Congresso, ressuscitando a velha prática do “toma lá, dá cá”. No casamento de papel passado, o Progressistas emplacou um indicado para o comando do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), autarquia com orçamento de R$ 1 bilhão neste ano.

A nomeação saiu no Diário Oficial da União de quarta-feira, um dia depois de o Centrão ter apoiado o governo em votações importantes. O bloco ficou alinhado ao Palácio do Planalto, anteontem, durante votação na Câmara da proposta que prevê o socorro a Estados e municípios. Ao contrário de outras ocasiões, quando impunham reveses a Bolsonaro, líderes do bloco foram ao microfone para orientar votos conforme os interesses do Executivo.

O nomeado para o Dnocs é Fernando Marcondes de Araújo Leão. A autarquia sempre foi controlada pelo MDB, mas o presidente permitiu que a indicação fosse feita por Arthur Lira, líder do Progressistas (antigo PP) na Câmara e réu em processo por corrupção passiva.

Na campanha, Bolsonaro disse que iria acabar com o “toma lá da cá”

As negociações de Bolsonaro com o Centrão derrubam tudo que Bolsonaro dizia em sua campanha eleitoral. Bolsonaro dizia que não faria o famoso “toma lá de cá”. Defendeu a bandeira da “nova política”, mas já estava há muito tempo na velha política. E agora faz tudo aquilo que criticou durante a campanha eleitoral.
A negociação com os partidos do Centrão faz parte da operação do presidente Bolsonaro para sobreviver a um eventual processo de impeachment na Casa.

O Centrão

É um bloco informal na Câmara que reúne partidos de centro e centro-direita, que, dependendo da matéria, se articulam para votar da mesma maneira sobre determinado projeto.

Entre esses partidos, estão PP (40 deputados), PL (39), Republicanos (31), Solidariedade (14) e PTB (12). O PSD (36), o MDB (34) e o DEM (28) também costumam estar alinhados com o grupo, assim como partidos menores, incluindo PROS (10), PSC (9), Avante (7) e Patriota (6).

A origem do termo “Centrão” surgiu na Constituinte de 1988 e se referia a um grupo de congressistas que formou uma maioria capaz de mudar o jogo no Congresso. O atual Centrão surgiu em 2014, sob o comando do então líder do MDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), preso por corrupção na Operação Lava Jato.

(Com informações do Jornal Estadão e da Agência Brasil)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s