Deputados aprovam parcelamento de IPVA atrasado e isenção do pagamento das diárias de veículos apreendidos

Mov

Donos de veículos que foram comprados até 31 de dezembro de 2019 e que não conseguiram pagar o IPVA neste ano poderão solicitar o parcelamento até o dia 17 de agosto. (Foto: Geraldo Bubniak/ANPr)

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou nesta quarta-feira (22), por meio de sessão remota, o parcelamento das dívidas do Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA). O parcelamento poderá ser feito em seis vezes e será válido para o IPVA não pago em 2020 e a isenção do pagamento de diárias de veículos apreendidos

O governo estadual informou que até junho deste ano a inadimplência de IPVAI era de aproximadamente 23,7%. No período de 2019, o índice era de 20%.

Segundo a Secretaria da Fazenda, R$ 890 milhões poderão ser parcelados pelos contribuintes.

Conforme o governo, as medidas estão dentro do contexto da pandemia do novo coronavírus. O boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) desta terça-feira (21) apontou que o Paraná tem 56.905 casos confirmados e 1.396 mortes por causa da Covid-19.

Parcelamento IPVA

Com a aprovação, donos de veículos que foram comprados até 31 de dezembro de 2019 e que não conseguiram pagar o IPVA neste ano poderão solicitar o parcelamento até o dia 17 de agosto.

O contribuinte poderá parcelar a dívida em até seis vezes, o valor mínimo é de R$ 106,60. Em cada parcela será incluído o valor de multa, juros e demais encargos fiscais.

Isenção de pagamento de diárias de veículos apreendidos

O outro projeto aprovado e que também foi enviado pelo Poder Executivo estadual isenta o pagamento de diárias de veículos apreendidos que estão nos pátios do Detran e da Polícia Militar (PM). A medida vale enquanto o atendimento do órgão está restrito por causa da pandemia do novo coronavírus.

Conforme o documento, o benefício será encerrado depois que as atividades forem retomadas normalmente.

O texto desse projeto de lei, ainda segundo a Assembleia Legislativa, vai passar por correções técnicas e só depois a redação final será votada.

Apenas a primeira diária deverá ser paga porque diz respeito ao trabalho de recolhimento do veículo ao pátio, ou seja, a isenção valerá apenas a partir da segunda diária, de acordo com o texto.

O projeto também indica que a pessoa que tiver quitado diárias entre 19 de março e a data da publicação da lei poderá solicitar o reembolso junto ao Detran.

Após as correções e aprovação da redação final, proposta será enviada para sanção do governador.

um comentário

  • JOCIMARA Ferreira de Lima

    Deveria de ser sempre em 6 vezes ia facilitar muito a vida trabalhador q luta pra honrar todos os compromissos, pagamos, pagamos e nunca vemos resultados, ruas em péssimas condições, ruas sem sinalizações ou mal sinalizada seria bom a lei da transparência pra onde vai esse dinheiro, mas no momento satisfeita com essa aprovação no momento de pandemia

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s