Audiência entre VCG e Sintropas termina sem acordo e impasse será discutido no TRT

Conforme o Sintropas, foi instaurado dissídio coletivo, que deverá ser julgado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT). (Foto: PMPG)
Não houve acordo entre a Viação Campos Gerais (VCG) e o Sindicato dos Motoristas, Cobradores e Trabalhadores em Empresas de Transportes Coletivos de Ponta Grossa e Região (Sintropas), durante audiência de conciliação realizada nesta terça-feira (6).
Conforme o Sintropas, foi instaurado dissídio coletivo, que deverá ser julgado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT).
“A empresa fez uma proposta para que os trabalhadores rapidamente, sendo que da receita de arrecadação da empresa, usariam 40% para pagar os trabalhadores, só que aos poucos. Ou seja, não iriam regularizar os salários. Nós não podemos aceitar esse tipo de proposta. Dessa forma, as negociações encerraram e agora vamos ao dissídio junto ao Tribunal do Trabalho”, disse o presidente do Sintropas, Luiz Carlos de Oliveira.
São 1.100 funcionários que só receberam uma parte do pagamento do mês de fevereiro. O restante deveria ser pago no dia 25 de março. Além disso, nesta quarta-feira (7), vence o salário do mês de março.
A VCG protocolou na Justiça do Trabalho um pedido de liminar para que o sistema de transporte coletivo urbano de Ponta Grossa volte a operar com pelo menos 70% da frota.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s