Secretário diz que repasses federais da pandemia salvaram folha de pagamento dos servidores da Prefeitura de PG em junho de 2020

“No mês de maio, a receita da prefeitura caiu bastante, se não fosse essa verba de recomposição de receita, nós não teríamos recursos para pagar os funcionários naquele mês”, afirmou o secretário da Fazenda da Prefeitura de Ponta Grossa, Cláudio Grokoviski. (Foto: Mariana Galvão/PMPG)

Em entrevista ao Jornal Falado da Rádio Clube nesta terça-feira (4), o secretário da Fazenda da Prefeitura de Ponta Grossa, Cláudio Grokoviski, admitiu que a verba destinada pelo Governo Federal para o combate à pandemia da Covid-19 salvou a folha de pagamento dos servidores no mês de junho de 2020, na gestão do ex-prefeito Marcelo Rangel (PSDB). (Ouça a entrevista no final do texto)

Cláudio já ocupava o mesmo cargo de secretário e destacou que houve uma queda da receita municipal e por isso a verba de R$ 40 milhões do Governo Federal possibilitou o pagamento da folha dos servidores referente ao mês de junho de 2020.

Mas o secretário esclareceu que a utilização do recurso para a folha dos servidores está prevista legalmente. Segundo o secretário, dos R$ 40 milhões, apenas R$ 5 milhões obrigatoriamente deveriam ser investidos no combate à pandemia e o restante foi destinado como recurso livre, ou seja, poderia ser aplicado conforme o critério do município.

“Cinco milhões tiveram aplicação direta no Covid e os trinta e cinco milhões eram recursos livres, ou seja, poderíamos aplicar na ação que o governo considerava necessária naquele momento. Estes valores eram recursos para recomposição de receita”, destacou o secretário.

Conforme o secretário, sem a verba Covid os funcionários ficariam sem o salário referente ao mês de junho. “Usamos parte do recurso para pagamento da folha de pagamento, mais de vinte e oito milhões, para os pagamentos de junho de 2020. No mês de maio, a receita da prefeitura caiu bastante, se não fosse essa verba de recomposição de receita, nós não teríamos recursos para pagar os funcionários naquele mês”, afirmou o secretário da Fazenda da Prefeitura de Ponta Grossa, Cláudio Grokoviski.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 do Senado Federal deu o prazo de 15 dias para que a Prefeitura de Ponta Grossa preste contas sobre o uso das verbas federais durante a pandemia.

“Estamos tranquilos quanto a CPI, já recebemos o ofício do Senado e estamos separando os documentos para encaminhar ao Senado”, declarou o secretário.

Ouça o trecho da entrevista em que o secretário da Fazenda, Cláudio Grokoviski, sobre os repasses federais durante a pandemia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s