Vereador Valtão renuncia ao cargo na Câmara de Ponta Grossa

Vereador Valtão oficializa renúncia ao cargo na Câmara de Ponta Grossa.(Foto: CMPG)

O vereador Walter José de Souza (PRTB), o Valtão, oficializou nesta sexta-feira (21), o pedido de renúncia do cargo que ocupa na Câmara de Vereadores de Ponta Grossa. O suplente do PRTB é Celso Cieslak, atualmente presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT).

Eleito para o quarto mandato em 2020, o vereador é réu no processo que investiga corrupção no EstaR Digital de Ponta Grossa. O vereador foi preso pelo Gaeco, em dezembro de 2015. Depois sua prisão foi convertida para domiciliar e recente a prisão foi revogada.

Na tarde de quinta-feira (20), a Comissão Parlamentar Processante (CPP) da Câmara de Ponta Grossa apresentou um relatório que aponta quebra decoro por parte de Valtão e indicou abertura do processo de cassação.

Mas a defesa de Valtão, por meio do advogado Fernando Madureira, alega que o vereador já estava decidido a renunciar ao cargo.

A renúncia do vereador deixa dúvidas para a população de Ponta Grossa. Teria o vereador apenas desistido de lutar por pressões que está sofrendo, como diz a sua defesa? Ou será que houve algum acerto nos bastidores para que os mais envolvidos no processo sejam acobertados?

O Ministério Público do Paraná denunciou o vereador Walter José de Souza (PRTB) e os empresários da Cidatec Antonio Carlos Domingues de Sá, Alberto Abujamra Neto, Celso Ricardo Madrid Finck e o empresário proprietário da TV Vila Velha e do site D’Ponta, João Carlos Barbiero.

Vamos relembrar a operação Saturno:

A Operação Saturno, que investiga corrupção no EstaR Digital de Ponta Grossa, ocorreu no dia 15 de dezembro e foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, (GAECO). Na ocasião também foram presos, o ex-presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), Roberto Pelissari, também o ex-vereador Ricardo Zampieri (Republicanos). Ambos estão em liberdade e o Gaeco alegou falta de provas sobre o envolvimento dos dois na fraude.

Foram alvo de busca e apreensão os ex-vereadores Sargento Guiarone (PRTB), Vinícius Camargo (PSD) e o ex-secretário de Administração e Recursos Humanos, Ricardo Linhares, tio do ex-prefeito Marcelo Rangel (PSDB).

O Ministério Público do Paraná do Paraná denunciou o vereador Walter José de Souza (PRTB) e os empresários da Cidatec Antonio Carlos Domingues de Sá, Alberto Abujamra Neto, Celso Ricardo Madrid Finck e o empresário proprietário da TV Vila Velha e do site D’Ponta, João Carlos Barbiero.

Conforme texto da denúncia, os empresários responsáveis pela Cidatec contrataram um intermediário, no inquérito identificado como João Barbiero, para negociar com vereadores o direcionamento do relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do EstaR Digital a favor da empresa.

Veja o documento em que Valtão renuncia ao cargo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s