“Acordo com a Econorte é uma vergonha e o Sandro Alex precisa explicar”, diz deputado Arilson Chiorato

“Nós queremos que o secretário Sandro Alex venha até a Assembleia para contar para os deputados e para os paranaenses sobre essas negociações que ela anda fazendo do pedágio”, disse o deputado Arilson Chiorato.

Em entrevista à Rádio Clube de Ponta Grossa e ao Blog da Mareli Martins, nesta quarta-feira (10), o deputado e coordenador da Frente Parlamentar dos Pedágios da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Arilson Chiorato (PT), falou sobre o acordo firmado entre o Governo do Estado e a concessionária de pedágio Econorte. (Ouça a entrevista no final do texto)

O acordo foi anunciado pelo secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex. Conforme o secretário, a empresa prestará serviços operacionais por um ano, sem cobrança. Mas o problema é que os números não batem. Pois com o acordo, a Econorte deixa de realizar uma obra de um viaduto em Jacarezinho, no valor de R$ 14 milhões. Além disso, essa obra já foi paga pela população, mas não foi realizada.

O deputado Arilson Chiorato solicitou que o secretário Sandro Alex compareça na Assembleia Legislativa do Paraná para explicar esse acordo feito com a Econorte.

“Nós queremos que o secretário Sandro Alex venha até a Assembleia para contar para os deputados e para os paranaenses sobre essas negociações que ele anda fazendo do pedágio. Esse acordo com a Econorte para prestação de serviços de guincho e ambulância, deixando de fazer uma obra de 14 milhões em Jacarezinho é uma vergonha. Essa obra já foi paga e deveria estar pronta. Então queremos que o secretário Sandro Alex nos explique esse acordo e essas negociações”, disse o deputado Arilson Chiorato.

O deputado destacou o péssimo legado que os atuais contratos de pedágio vão deixar no Paraná. “Temos um legado muito triste do pedágio, com tarifas caras, corrupção, obras inacabadas, obras que sumiram dos contratos. Um legado muito ruim. E nós queremos saber o que o governo anda fazendo em relação a isso e quais medidas serão tomadas. Vale dizer que o novo modelo foi negociado apenas entre o ministro Tarcísio, o Ratinho e o secretário Sandro Alex”, afirmou.

Os contratos de pedágio vencem no próximo dia 27 de novembro e, mesmo com a garantia do Governo de que não serão renovados, há um impasse que precisa ser resolvido no Paraná. Trata-se de uma série de obras que não foram realizadas pelas concessionárias, ao longo de 25 anos, que juntas somam quase 10 bilhões de reais.

Na última semana, a Econorte já teria anunciado um acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná, para continuar prestando atendimento, por mais um ano, com serviços de guincho e ambulâncias, em 342,47 quilômetros de rodovias do Norte do Estado, sem a cobrança de pedágio.

Em troca, a concessionária deixaria de executar um projeto antigo, que previa a construção de um viaduto na entrada do município de Jacarezinho, com valor estimado em R$ 14 milhões.

Mas a dívida da concessionária é ainda maior. Segundo levantamento realizado pela Agepar e divulgado no início deste ano, ao longo do período de vigência do contrato, a Econorte teria arrecadado mais de R$ 4,2 bilhões nas rodovias da região Norte.

Desse montante, quase R$ 745 milhões a mais, referente a obras que nunca foram feitas. Uma delas, o viaduto no trevo da Rodovia Transbrasiliana com a Rua Fernando Botareli, em Jacarezinho.

Diante dessa diferença de valores, o deputado estadual Requião Filho encaminhou ofício ao Secretário Sandro Alex e protocolou pedido oficial via Lei de Acesso a Informações, para esclarecer esse acordo que ainda deve deixar um débito de R$ 731 milhões ao Estado do Paraná. 

OUÇA A ENTREVISTA COM O DEPUTADO ARILSON CHIORATO

Veja o que disse o secretário Sandro Alex publicado no Facebook no dia 05 de novembro de 2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s