Crônica da semana: Ponta Grossa, topo do mundo

“Nos Campos Gerais, todas as subidas alcançam o caminho das tropas e levam a Ponta Grossa, assim como na minha infância”, escreveu Rosicler Antoniácomi Alves Gomes. (Foto: Mario Hirano)

A crônica desta sexta-feira (14) ‘Ponta Grossa, topo do mundo’, de Rosicler Antoniácomi Alves Gomes, faz parte do Projeto Crônicas dos Campos Gerais. O projeto é realização da Academia de Letras dos Campos Gerais e parceiros. Visa fomentar e divulgar percepções sobre os Campos Gerais do Paraná, estimulando crônicas de vivências da população regional ou visitantes.

As crônicas vão ao ar todas as sextas, durante o Jornal Falado, das 12h às 13h, na Rádio Clube 94,1 FM e em parceria com o Blog da Mareli Martins. A interpretação é de Mareli e Martins e a edição é de John Elvis Ribas Ramalho Junior (músico e sonoplasta).

A escritora relata os passeios no tempo de sua infância por meio do famoso carro calhambeque.

“Eram tantas curvas, tantos lamaçais e atoleiros e tantas subidas…  E a infância tão demorada na vida quanto nas estradas de chão do Taboleiro. Meu pai tinha um calhambeque ― um Dodge 1928, raridade, do qual a originalidade tinha sido roubada pelo acréscimo de uma carroceria, tornando-o um utilitário. O trajeto que os veículos mais modernos fazem em meia hora, o calhambeque percorria em mais de uma hora, numa viagem de solavancos”, escreveu Rosicler Antoniácomi Alves Gomes.

INFORMAÇÕES SOBRE A CRÔNICA

Informações sobre as crônicas:

Título: Ponta Grossa, topo do mundo

Autor: Rosicler Antoniácomi Alves Gomes, Professora de Português e Inglês, Ponta Grossa.

 Crônica do Blog Crônicas dos Campos Gerais: Crônicas dos Campos Gerais (cronicascamposgerais.blogspot.com)

O projeto Crônicas dos Campos Gerais: O projeto é uma realização da Academia de Letras dos Campos Gerais (ALCG) em parceria com órgãos e entidades da região ligados à cultura, à educação e às comunicações. Visa fomentar e divulgar percepções dos moradores ou visitantes sobre os Campos Gerais do Paraná (cidade e campo), de forma a estimular o relato escrito com qualidade literária (crônicas) de experiências e vivências regionais, sejam elas reais ou fictícias, cotidianas ou inusitadas. Trata-se de iniciativa no sentido da divulgação e inclusão cultural e literária.

Tais relatos deverão ser divulgados em jornais, portais digitais, rádios e canais de TV da região e, em se viabilizando parceiros financiadores, em livro a ser editado ao final do projeto. Esta segunda edição, iniciada em março de 2021, deve estender-se até junho de 2022. Espera-se que os relatos promovam intercâmbio de sensações que instiguem a criação literária, a leitura e apoiem o envolvimento afetivo e participativo do cidadão com a região, reforçando a autoestima pátria e a mobilização para a melhoria da valorização e criação literária, da cultura e da qualidade de vida urbana/rural.

Interpretação: Mareli Martins

Edição: John Elvis Ribas Ramalho Junior – músico e sonoplasta

Trilha musical de fundo: In a sentimental mood – Duke Ellington & John Coltrane

Trilha Musical Final:  O calhambeque- Roberto Carlos, composição: John Loudermilk / Gwen Loudermilk / Erasmo Carlos.

CLIQUE NO LINK PARA OUVIR A CRÔNICA:

CLIQUE NO LINK PARA OUVIR TODAS AS CRÔNICAS:

https://marelimartins.com.br/category/cronicas/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s