Professores vaiam Ratinho e comitiva de Rangel

Crédito de imagem: SINDUEPG
Crédito de imagem: SINDUEPG

“Nosso repúdio vale para todos os políticos que apoiam o desgoverno de Richa”, disse o presidente do SINDUEPG, Marcelo Bronosky. 

O secretário de Desenvolvimento Urbano (SEDU) do Paraná, Ratinho Junior, foi recebido com gritos, vaias e faixas de protestos dos professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), nesta sexta-feira (26), em Ponta Grossa. Segundo o Sindicato dos Docentes da UEPG (SINDUEPG), as manifestações se estendem para os políticos que apoiam o governador Beto Richa (PSDB), como o prefeito Marcelo Rangel (PPS) e o deputado federal Sandro Alex (PPS). 

O secretário Ratinho Junior esteve na cidade para o  lançamento das obras de pavimentação  asfáltica e recapeamento da rua Rodrigo Otávio, em Uvaranas, no valor de R$ 2,1 milhões.  Sobre a situação enfrentada pelo governo do Estado, em que Beto Richa não pode nem tomar um café na padaria, que leva vaias, Ratinho disse que é preciso mais bom senso. “O desgaste que ocorreu pela greve dos professores teve consequências, o processo será dificil, mas é necessário bom senso para virar esta página”, disse. 

Ratinho Junior atribuiu a culpa do massacre dos professores ao ex-secretário de Segurança Pública, deputado federal Fernando Francischini (SD). “Quem cuidou da organização é responsável pelo que houve, tanto que o secretário saiu do governo. Jamais concordaria com o que aconteceu, mas precisamos olhar para o futuro”, concluiu.

Usando um ditado popular é possível entender a postura do governo em relação aos atos de violência sofridos pelos professores: “quem bate esquece, quem apanha lembra”. Para o presidente do SINDUEPG, Marcelo Bronosky, a violência sofrida pelos professores é uma mancha na história do Paraná, que não pode ser esquecida. “O secretário sofre de uma patologia grave, que é a amnésia. Sugiro que ele procure um tratamento urgente. Pra quem cometeu a violência é fácil falar em virar a página. Nós não vamos esquecer de todos que votaram e compactuaram com a proposta dos pelegos”, desabafou Bronosky.  

 Para os professores, o repúdio vale para todos os políticos que apoiam o governo de Beto Richa. “O prefeito de Ponta Grossa, os deputados e todos os que estão do lado do desgoverno de Richa, tecnicamente vão pagar o preço, por estarem aliados a este governo ditador e que está afundado em corrupção”, afirmou o presidente do SINDUEPG, Marcelo Bronosky.

Crédito de imagem: SINDUEPG
Crédito de imagem: SINDUEPG
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s