PMDB Estadual sinaliza apoio a Aliel Machado para prefeito de PG

requi e aliel
Com aprovação das principais lideranças do PMDB, Aliel Machado poderá ter o apoio do partido nas eleições deste ano, caso seja candidato ao cargo de prefeito de Ponta Grossa.

Embora o PMDB local tenha tentado emplacar uma possível candidatura do ex-prefeito de Ponta Grossa, Otto Cunha e do contador Edilson Fogaça, parece mesmo que os “pensamentos” do Diretório Estadual vão em outra direção. Mas esta falta de sincronia entre os diretórios não é nada surpreendente se tratando do PMDB. Não é de hoje que o senador e presidente do partido no Paraná, Roberto Requião, tem demonstrado simpatia pela candidatura do deputado federal Aliel Machado (Rede Sustentabilidade). Aliel Machado disse que “antes de sair do PCdoB e ingressar na Rede, cogitou a possibilidade de se filiar ao PMDB”. Quem também é “simpático” a ideia de apoiar Aliel Machado, é o deputado estadual Requião Filho. O deputado afirmou, nos corredores de um conhecido ambiente político de Curitiba, que “a única saída para o PMDB em Ponta Grossa é Aliel Machado”. O deputado federal João Arruda também tem reforçado que o partido deve apoiar a candidatura de Aliel.

Outro ponto que dever ser levado em consideração é o fato de que o senador Roberto Requião considera “impossível” um apoio do partido à reeleição de Marcelo Rangel (PPS). Além de fazer parte do grupo de Beto Richa (PSDB), inimigo político do senador Requião, Rangel acumula algumas passagens de conflito com o senador, quando foi deputado estadual e Oposição ao então governador do Paraná, Roberto Requião. E Requião tem um histórico de “ser vingativo”.

Outro nome aparentemente descartado pelo PMDB é do deputado estadual Marcio Pauliki (PDT). Além de ser chamado pelas lideranças do partido “de uma cópia de Marcelo Rangel”, Pauliki, não é visto com bons olhos pelo partido, pelo fato de não ter posicionamento na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), ou seja, “vai para o lado que convém”, segundo lideranças do PMDB. Peemedebistas também dizem que Marcio Pauliki “é de extrema direita, mas não assume e tenta jogar para os dois lados”.

A entrevista concedida por Otto Cunha, na Rádio T, no inicío de janeiro, teria causado desdobramentos em Curitiba. Por conta disso, o Diretório Estadual, convocou o presidente do diretório de Ponta Grossa, Carlos Demário, para explicar essa articulação, visto que estas não são as intenções do Diretório Estadual. O fato é que tanto o senador Roberto Requião como as demais lideranças estaduais e nacionais do PMDB caminham para apoiar o deputado federal Aliel Machado, caso seja candidato. Pensando em apoiar o deputado, o partido teria encomendado uma pesquisa para avaliar o cenário eleitoral de Ponta Grossa e o desempenho de Aliel. E na contramão, o diretório local, não compactua com a ideia. Talvez por isso, tentam levantar nomes que possam ser fortes para uma candidatura própria, para que o PMDB não apoie o deputado. Mas, falando de política a “ordem vem sempre de cima”.

Um comentário

  1. O PMDB não ter candidato próprio em Ponta Grossa é fruto do desprezo que o Diretório Estadual dispensou aos verdadeiros Peemedebistas na cidade, aliado ao fato de que reiteradas direções do partido no municipio só trataram de ocupar cargos públicos patrocinados por Requião. Assim, agora que se contentem com os nanicos Rede Sustentabilidade (?) e seu candidato Aliel.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s