Aliel é o pré-candidato com a maior rejeição em PG, aponta DataSonda

aliel 3
Segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (4), pelo Instituto DataSonda, na rejeição estimulada, Aliel Machado totalizou 40,5% dos votos.

De acordo com a pesquisa eleitoral divulgada nesta segunda-feira (4), pela Rádio T, em parceria com a Rádio CBN, TV Vila Velha e o Instituto DataSonda, o pré-candidato à prefeitura de Ponta Grossa, deputado federal Aliel Machado (Rede Sustentabilidade) possui a maior rejeição.  Na rejeição estimulada, quando são citados os nomes dos pré-candidatos e o entrevistado responde em que não votaria,  Aliel Machado totalizou 40,5% dos votos.

Depois de Aliel Machado, o prefeito Marcelo Rangel (PPS) acumula uma rejeição de 19,8%, seguido do deputado Marcio Pauliki (7,5%), Sérgio Gadini (Psol), 6,3%, Júlio Küller (PMB), 4,8%, Roberto Mongruel (PDT), 2,3%, Álvaro Scheffer (PV), 2,3%, não sabem ou não responderam 16,8%.

Segundo o diretor do DataSonda, Ian Sonda, o principal motivo do resultado obtido por Aliel Machado foi o voto contrário do deputado em relação ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). “As pessoas relacionam o voto nessa questão do impeachment, com as eleições municipais. Por isso, ele teve a maior rejeição”, destacou.

Em entrevista ao Blog da Mareli Martins, Aliel Machado avaliou o resultado dentro da normalidade, mas destacou que único parâmetro utilizado na hora do voto, foi o seu posicionamento contrário ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). “Esta é uma rejeição normal por que só teve um lado da história, acredito que esta rejeição não se sustenta. O voto foi apenas em cima do meu posicionamento sobre o impeachment de Dilma, mas eu terei oportunidade de explicar o meu voto. O que quero dizer, é que minha rejeição não tem a ver com Ponta Grossa”, declarou Aliel Machado.

O deputado também fez críticas ao prefeito Marcelo Rangel (PPS). “A rejeição do prefeito se deve às falsas promessas, aos desvios da prefeitura, como o dinheiro desviado do mercado da família, por exemplo. As pessoas me avaliam pelo voto contrário ao impeachment,  porém eu não tenho os bens bloqueados como o prefeito”, disse.

Aliel Machado também apontou que propaganda “Ponta Grossa Faz”, colaborou para o menor índice de rejeição do prefeito. “Eu não gastei 200 mil em propaganda na Globo e isso somado às inaugurações de obras, para não perder o prazo eleitoral, fizeram com que a rejeição dele fosse menor. Inauguraram o aeroporto, sendo que os voos ainda nem começaram”.

A pesquisa do Data Sonda ouviu 400 entrevistados e foi realizada no período de 26 a 30 de junho de 2016. A margem de confiança é de 90% e a margem de erro é de 2,9%. A pesquisa está registrada no TSE (Nº PR-04824/2016).

O Instituto DataSonda é o responsável pelo levantamento e também o contratante. A pesquisa inclui a intenção espontânea de votos para prefeito, rejeição estimulada e intenção estimulada em cinco cenários diferentes.

Veja a pesquisa completa de rejeição estimulada:

 rejeicao

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s