Aliel declara que “Pauliki não está adequado ao PDT por que defende os patrões e não os trabalhadores”

aliel machado e pauliki
“O Pauliki tem visão de patrão, ele é patrão, defendeu a reforma da previdência e a reforma trabalhista, em discurso na Assembleia Legislativa. Ele não está adequado ao PDT”, disse Aliel Machado.

Em entrevista à Rádio T e ao Blog da Mareli Martins nesta segunda-feira (20), o deputado federal Aliel Machado (Rede) declarou que recebeu convites de diversos partidos (PDT, PR, PSB, PPS) e sinalizou que poderá mudar de legenda. Questionado sobre a possibilidade de filiação ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), Aliel disse que “as dificuldades de organização do PDT no Paraná impossibilitam a sua entrada no partido”.

Aliel Machado alfinetou o deputado estadual e presidente do PDT em Ponta Grossa, Marcio Pauliki, que parece estar de saída da legenda “ou por bem ou por mal” e poderá se filiar ao Podemos, segundo lideranças partidárias. Há quem diga que se isso realmente acontecer, a alma do saudoso Leonel Brizola vai dar pulos de alegria! Aliel foi questionado se conseguiria ficar no mesmo partido que Pauliki, visto que os posicionamentos dos deputados são bem diferentes.

Aliel Machado afirmou que é contraditória a permanência de Pauliki no PDT de Brizola, por que ele defende o interesse dos patrões e o partido tem uma história de luta em defesa dos trabalhadores. “O Pauliki tem visão de patrão, ele é patrão, defendeu a reforma da previdência e a reforma trabalhista, em discurso na Assembleia Legislativa e ele tem direito de ter esse posicionamento. O Pauliki já fez declarações de que não é favorável aos posicionamentos do PDT. Já declarou que o PDT deveria ter apoiado o Temer em relação ao impeachment. Então é ele que não está adequado ao PDT”, disse.

Aliel descartou filiação no PDT, mas destacou que isso nada tem a ver com o deputado Pauliki. “A discussão sobre minha entrada no PDT não possui relação com o Pauliki. Eu sigo a minha linha em defesa dos trabalhadores e tenho que ficar em um partido que me dê essa liberdade. Mas o que impossibilitou a minha entrada no PDT foi essa dificuldade de organização deles no Paraná, essas dúvidas em relação ao Osmar Dias, que eu respeito muito. Por isso, acredito que não vou para o PDT”.

Nas eleições de 2018, Aliel Machado deverá concorrer à reeleição ao cargo de deputado federal. O deputado estadual Marcio Pauliki pretende disputar pela primeira vez uma vaga na Câmara Federal.

Depois de deixar o time do PT e dizer que saiu pelos “escândalos de corrupção”, Pauliki se aliou ao grupo do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) e chegou a falar em dobradinha com o deputado estadual Plauto Miró (DEM). Mas as investigações do Operação Quadro Negro, que apura desvios de mais de R$ 20 milhões na educação do Paraná, podem mudar o rumo dos planos de Pauliki.

A Quadro Negro investiga o envolvimento da cúpula do PSDB do Paraná no esquema de corrupção, incluindo o governador Beto Richa que ainda pensa em se candidatar ao Senado e o deputado Plauto Miró que não sabemos ainda se vai disputar a reeleição. Dependendo da “situação”, Plauto pode desistir da candidatura em 2018. E neste caso, o que “podemos” esperar de Pauliki?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s