Richa define na próxima semana se irá renunciar para concorrer ao Senado

beto-richa-Foto-Jaelson-LucasANPr
“Tenho conversado com aliados, partidos políticos, o meu partido, pessoas cujas opiniões são importantes para mim para tomar uma decisão que espero seja acertada e que seja a melhor para o Paraná”, declarou o governador Beto Richa (PSDB) foto: Jaelson Lucas/AEN-PR)

Nesta quinta-feira (15), durante a inauguração da nova  sede do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba, no bairro Tarumã, o governador Beto Richa (PSDB) afirmou que na próxima semana vai declarar se deverá renunciar para disputar uma vaga no Senado. Para que possa concorrer ao Senado, Richa precisa renunciar até o dia 7 de abril, devido ao prazo de seis meses de antecedência para as eleições.

“Na semana que vem eu anuncio a minha decisão. Estou muito tranquilo, nunca fui afobado nestas questões de campanha. Tenho que pensar mesmo se me descompatibilizo do governo neste momento em que estamos no auge de tantas obras no estado. Isso me leva a pensar um pouco. Por outro lado, se eu fico, posso estar encerrando a minha trajetória política não disputando a eleição”, declarou Beto Richa.

Embora tudo indica que o governador vai concorrer ao cargo de senador, Richa não descartou a possibilidade de não disputar a eleição. “Posso optar por não disputar também. Essa possibilidade existe, pois eu já fui prefeito duas vezes, governador duas vezes e já cumpri com minha missão”, disse.

O governador afirmou que o Paraná vive um bom momento e que isso tem peso em sua decisão. “Está aí o estado com a melhor situação fiscal e financeira do Brasil. E estamos com um canteiro de obras. Algumas medidas impopulares geraram críticas e incompreensão. Mas hoje os paranaenses colhem os frutos das medidas que adotamos há dois anos. Em função disso tudo é que estou avaliando as possibilidades. Eu não tenho grandes ambições na vida pública. Tudo que eu podia ser feito, foi feito. Eu só tenho a agradecer a confiança dos paranaenses”, destacou o governador.

A decisão de Beto Richa é muito esperada principalmente pela vice-governadora Cida Borghetti (PP) e pelo deputado estadual Ratinho Junior (PSD). Ambos pretendem concorrer ao governo do Paraná nas eleições deste ano e disputam o apoio de Richa.

Se Richa realmente renunciar, Cida assumirá o governo e terá algumas facilidades pelo fato de que “estará com a máquina  pública na mão”. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, marido de Cida Borghetti já chegou a dizer “que o seu grupo sempre apoiou as campanhas de Richa e que chegou a hora da retribuição”.

Mas Ratinho Junior também espera contar com o apoio do governador. Ratinho foi secretário de Desenvolvimento Urbano no atual governo.

Cida e Ratinho afirmam que vão manter suas candidaturas independente da decisão de Beto Richa.

Por enquanto o candidato de oposição ao grupo de Richa é o ex-senador Osmar Dias (PDT).

Richa estará em Ponta Grossa na segunda

O governador Beto Richa tem agenda em Ponta Grossa na próxima segunda-feira (19), para inaugurar a Base Campos Gerais do Batalhão da Polícia Militar de Operações Aéreas.  A inauguração deverá acontecer às 10h, no Aeroporto Sant’ Ana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s