Presos da Lava Jato enfrentam falta de colchões na sede da PF

PoliciaFederalFachada18An-kcPH-U201699197852QyD-1024x683@GP-Web
(foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo)

Por conta do alto número de empresários e políticos envolvidos na Lava Jato, uma crise começou na carceragem da Polícia Federal do Paraná: estão faltando colchões! Além disso, não existem celas suficientes para tamanha demanda!

Os elementos que tiveram a prisão decretada na sexta-feira (23), durante 56ª fase da Operação Lava Jato, sentiram na pele a falta de colchões! Essa fase da Lava Jato teve como alvos ex-dirigentes da Petros (Fundo de Pensão da Petrobras), petistas e executivos da OAS, incluindo César Mata Pires Filho, um dos donos da companhia.

Advogados estão levando colchões, roupas de cama, travesseiros e toalhas para seus clientes. Nos finais de semana não é permitida a entrada de material de fora para os presos, mas a direção da PF paranaense abriu exceção no último sábado. Mas isso é tipo de “agradinho” dos advogados aos seus clientes corruptos, visto que os advogados estão lucrando muito com as operações da Polícia Federal.

Só falta agora alguns partidários começarem a fazer vaquinha pra comprar colchão! Não é de duvidar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s