Sandro aceita cargo de secretário no governo de Ratinho Jr e Ponta Grossa ficará com apenas um deputado federal

sandro-21
Sandro foi o quinto deputado mais votado entre os 30 deputados do Paraná, mas decidiu deixar o mandato para ser secretário no governo do Paraná. (foto: arquivo Blog da Mareli Martins)

O deputado federal Sandro Alex (PSD) confirmou que vai aceitar o cargo de secretário de Infraestrutura e Logística no governo de Ratinho Jr (PSD). Com isso, Ponta Grossa ficará apenas com Aliel Machado (PSB), representando a cidade na Câmara Federal.

Vale lembrar que durante o período eleitoral, Sandro sempre dizia “que se preocupava com o fato de que a cidade poderia ficar com menos representação em Brasília”. E talvez “apenas um deputado”. Agora ele está contribuindo para isso.

Com a manobra do grupo de Ratinho Jr. Stephanes Junior (PSD) ficará com a vaga deixada pelo deputado ponta-grossense. Desse modo, Ratinho Jr faz um “agrado” para um de seus coordenadores de campanha, o pai de Sthefanes Jr. O primeiro-suplente da coligação é Evando Roman (PSD), mas ele vai assumir a vaga de outro deputado eleito Ney Leprevost, que será o estadual da Justiça, Família e Trabalho.

Sandro Alex foi reeleito para o terceiro mandato com 124.512 votos e foi o quinto mais votado entre os 30 eleitos pelo Paraná. Em Ponta Grossa, Sandro foi o mais votado somando 35.775 votos, a frente de Aliel Machado que apenas na cidade fez 25.937 votos ( no total 95.386 votos).

“Tenho muito orgulho desse convite e sei da responsabilidade que estou assumindo. O governador me passou a determinação de construir e projetar uma infraestrutura no Paraná capaz de sustentar o crescimento econômico do nosso estado para as próximas décadas”, disse Sandro Alex.

Na região dos Campos Gerais, no município de Castro, foi eleita a deputada Aline Sleutjes (PSL), que apesar de ter feito uma votação baixa para o cargo (33.628), acabou garantindo a vaga surfando na onda de Jair Bolsonaro (PSL).

Outros nomes bem votados em PG

O deputado estadual Marcio Pauliki (SD) garantiu 67.125 votos, mas estava em uma coligação que fez apenas três cadeiras: Sérgio Souza (MDB), Hermes Parcianello ‘Frangão’ (MDB) e Gustavo Fruet (PDT0. Pauliki ficou como primeiro-suplente.

O deputado Sérgio Souza recebeu o convite para comandar a Itaipu e se aceitasse Pauliki assumiria a vaga. Mas ao Blog da Mareli Martins Souza foi categórico: “não existe possibilidade de que eu assuma esse cargo”.

Outro que obteve um bom número de votos foi o vereador Felipe Passos (PSDB), que obteve 49.661 votos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s