Justiça manda bloquear R$ 2 bilhões de concessionárias de pedágio do Paraná

PedágioFoto: José Adair Gomercindo-SECS
Justiça manda bloquear valores de concessionárias envolvidas na corrupção dos pedágios no Paraná. (foto: José Adair Gomercindo-SECS)

A Justiça Federal determinou o bloqueio de aproximadamente R$ 2 bilhões de ativos financeiros das concessionárias de pedágio do Paraná. Também tiveram bens bloqueados os ex-diretores que estiveram no comando destas empresas, no período das investigações da Operação Integração, a ‘Lava Jato dos Pedágios’.

Os bloqueios foram determinados pelo juiz federal Paulo Sergio Ribeiro, da 23ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, em quatro decisões, e abrange as concessionárias do Grupo CR Almeida: Ecovia, Ecocataratas e Caminhos do Paraná. O bloqueio afeta também as empresas Econorte (Grupo Triunfo) e Viapar.

A CCR Rodonorte não teve bloqueios determinados nessas decisões. A concessionária fechou acordo de leniência com a força-tarefa da Operação Lava Jato que prevê o pagamento de multa de R$ 750 milhões.

Além do bloqueio de ativos, o juiz também determinou a indisponibilidade de bens imóveis e a constrição de veículos (espécie de bloqueio para garantir o pagamento).

“O conjunto de provas já analisadas na decisão não deixa dúvida sobre a existência de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no contexto da execução dos contratos de pedágio de rodovias federais no Paraná”, diz trecho das decisões.

(Com informações de Ederson Hising e Diego Ribeiro, G1 PR e RPC Curitiba)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s