Governo de Ratinho Junior declara que somente após o fim da greve voltará às negociações com servidores

ratinho e profws
Governo do Paraná propõe fim da greve para que as negociações com os servidores sejam retomadas.  (Fotos: Rodrigo Félix Leal/ANPr e APP/Sindicato)

O governo de Ratinho Junior afirmou por meio de nota que não vai retomar as negociações enquanto a greve não encerrar. “O Governo do Paraná segue aberto ao diálogo com os sindicatos dos servidores do Estado e aguarda o fim da manifestação iniciada nesta terça-feira (25) para a retomada das conversações sobre questões relativas à folha salarial do funcionalismo”, diz a nota do governo.

O líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná, Hussein Bakri (PSD), reforçou nesta terça-feira (25), que não haverá nenhum tipo de negociação enquanto a greve dos servidores públicos não encerrar. Segundo Bakri a suspensão da greve para a retomada do diálogo com Executivo foi apresentada ao Fórum das Entidades Sindicais (FES/PR)

“Se houver suspensão da greve nós vamos retomar as conversas para que as negociações avancem. O governo foi muito claro”, disse Bakri. De acordo com o deputado ainda não houve uma resposta por parte do FES.

O líder de Ratinho Junior repetiu o discurso de que Ratinho Junior governou somente por cinco meses até agora. “O governo disse e reafirma que em estado de greve ou em greve, não dialoga. Porque o governo entende que a greve é o último recurso. Principalmente se levando em conta que estamos com cinco meses de mandato”, declarou.

Em nota o FES informou que “desde março o governo promete apresentar propostas aos servidores e isso não aconteceu e por isso os prazos já inspiraram”.

O fórum marcou reunião do comando estadual da greve para amanhã de manhã para avaliar o movimento e definir estratégias.

Servidores pedem um reajuste salarial referente à inflação dos últimos 12 meses, que representa 4,94%. As categorias, porém, afirmam que o congelamento já representa perdas salariais que alcançam os 17%.

APP afirma que greve no Paraná atinge 80% das escolas; governo diz que percentual é de 27%

A APP-Sindicato informou que nesta terça-feira (25) 80% das escolas estaduais aderiram à greve, de forma total ou parcial. E isso representa aproximadamente 120 mil professores e demais funcionários das escolas estaduais.

Por outro lado, a Secretária de Estado da Educação (SEED) afirma que somente 27% das escolas aderiram à paralisação. Conforme o boletim, a Secretaria registrou adesão total à paralisação em apenas 2,4% das 2.143 escolas estaduais e adesão parcial à paralisação em 27% das 2.143 escolas estaduais do Paraná. Em Curitiba, manifestantes seguem em frente ao Palácio Iguaçu.

Servidores pedem um reajuste salarial referente à inflação dos últimos 12 meses, que representa 4,94%. As categorias, porém, afirmam que o congelamento já representa perdas salariais que alcançam os 17%.

Mobilização de policiais começou na segunda

Os protestos começaram nesta segunda-feira (24) com integrantes das polícias Civil e Militar, que fizeram uma passeata que saiu do Parque Barigui com destino ao Palácio Iguaçu.

Policias fizeram um ato simbólico em que entregaram ao governo de Ratinho Junior (PSD) algumas viaturas quebradas e sucateadas. O objetivo foi mostrar a situação precária da estruturas das polícias.

Mas as polícias Civil e Militar não aderiram à greve de hoje. A Polícia Civil informou que em protesto não está atendendo em regime de plantão e apenas vão cumprir a carga horária de 40 horas semanais.

Na semana que vem há um indicativo de que o governador Ratinho Junior vai receber os integrantes das Policias Civil e Militar.

CONFIRA A LISTA COMPLETA DE ENTIDADES ADERIRAM À GREVE:

  • APP-Sindicato (Professores(as) e Funcionários(as) de Escola)
  • Sintespo Ponta Grossa (Técnicos(as) e Professores(as) da UEPG)
  • Sindiseab (Servidores da Agricultura, Meio Ambiente, FUNDEPAR e afins)
  • Sindarspen (Agentes Penitenciários)
  • Sindiprol (Professores do ensino superior de Londrina e Região)
  • SindiSaude (Trabalhadores(as) da Saúde)
  • Assuel Londrina (Técnicos-administrativos da UEL)
  • Adunicentro (Sindicato dos docentes da Unicentro Irati e Guarapuava)
  • Sinduepg (Sindicato dos docentes da UEPG)
  • SinDetran (Servidores(as) do Detran)
  • Sintesu (Docentes e Agentes Universitários de Guarapuava e Irati)
  • UEM ( 4 entidades)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s