Rangel articula vereadores para impedir retorno dos blocos do EstaR e cobrança proporcional

rangel quarta

Rangel quer impedir retorno dos talões do EstaR e cobrança proporcional do serviço. (foto: PMPG)

O prefeito de Ponta Grossa Marcelo Rangel (PSDB) convocou, nesta sexta-feira (13), os vereadores aliados de seu governo, para pedir que eles derrubem o projeto de lei que prevê a cobrança proporcional ao uso do Estacionamento Regulamentado (EstaR) e o retorno dos blocos de papel. A proposta é do vereador Valtão (PP).

Nesta semana o projeto foi aprovado, em primeira discussão, mas de forma apertada, sendo 12 votos favoráveis e 9 contrários. A votação em segunda discussão acontecerá na segunda-feira (16).

Ao Blog da Mareli Martins, o vereador Valtão disse que o prefeito faltou com o respeito com o poder legislativo.

“Eu fui surpreendido com uma reunião que aconteceu nessa sexta entre o prefeito e os vereadores da base, ele pediu que eles não aprovem o projeto em segunda discussão. Além disso, o prefeito e o presidente da AMTT afirmaram que os bloquinhos não vão voltar. Mas eles não podem dizer isso, pois o projeto ainda será votado em segunda discussão. Isso é uma falta de respeito com o legislativo e a população. Se a Câmara  aprovar em segunda discussão e  ele vetar, a Câmara pode derrubar o veto e promulgar. Dessa forma, ele tem que buscar recursos na Justiça”, disse Valtão.

Segundo o vereador, a intenção é que a cobrança do EstaR seja justa. “Meu projeto não é inconstitucional. O que eu quero é que as pessoas paguem o justo, ou seja, o tempo que realmente usaram de estacionamento. E quanto aos bloquinhos, tem pessoas que tem dificuldade de usar o serviço digital, por isso pedimos o retorno dos blocos”, destacou.

Veja como foi a primeira votação do projeto:

https://wordpress.com/post/marelimartins.com.br/16815

um comentário

  • Marli Marlene Horst

    Poder judiciário bem competente para coibir abusos e desrespeito com as pessoas que não se habituam com as modernidades eletrônicas.
    Qual dos vereadores se habilita numa ação civil pública? Ou serà que ninguém tem peito pra tomar a frente para desbancar essa prepotência e desrespeito com as pessoas mais simples?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s