Corrupção no EstaR de PG: investigados são transferidos para presídio onde estão os presos da Lava Jato

Vereadores, presidente da AMTT e empresários são transferidos para Complexo Médico Penal de Pinhais, região Metropolitana de Curitiba. (Foto: AEN)

Os vereadores Ricardo Zampieri (Republicanos), Walter José de Souza (PRTB), o presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), Roberto Pelissari e os empresários João Barbiero e Antonio Carlos Domingues de Sá foram transferidos nesta segunda-feira (21) para o Complexo Médico Penal (CMP) em Pinhais, na região Metropolitana de Curitiba.

O CMP é conhecido nacionalmente pelo fato de que lá estão presos os políticos da Operação Lava Jato. A diferença é que em Pinhais os presos possuem alguma “mordomias” inexistentes na Penitenciária Estadual, por exemplo.

Todos os investigados foram presos pelo Gaeco na Operação Saturno, que investiga fraude e corrupção no EstaR Digital de Ponta Grossa. As prisões ocorreram na última terça-feira (15).

Eles estavam detidos na Penitenciária Estadual de Ponta Grossa. A transferência para o Complexo Médico Penal em Pinhais, segundo o Departamento Penitenciário (Depen), se justifica pelo “perfil dos presos”.

Conforme o Depen, em Pinhais existe uma “galeria própria para a custódia de presos em operações relacionadas à corrupção e lavagem de dinheiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s