Subsídio de R$ 20 milhões para o transporte de Curitiba gera polêmica: e as outras cidades, governador?

Deputados questionam Ratinho Jr sobre subsídio ao transporte coletivo de Curitiba e cobram recursos para outras cidades também. (Foto: AEN)

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado Ademar Traiano (PSDB), anunciou nesta terça-feira (22), que recursos da Assembleia Legislativa do Paraná serão utilizados pelo Governo do Paraná para subsidiar o transporte coletivo de Curitiba a fim de evitar um aumento de tarifa para o usuário do sistema. O primeiro-secretário da Alep, Luiz Claudio Romanelli (PSB) também participou do anúncio.

O comunicado gerou polêmica e discussão entre os deputados que questionam os critérios do subsídio somente para a cidade de Curitiba. Além disso,  a foto de Traiano e Romanelli despertou “ciúmes” em diversos deputados que não gostaram de ficar de “fora da foto”.

Em grupos de WhatsApp, a revolta foi geral de deputados que começaram a pedir o subsídio para o transporte coletivo das cidades que representam. “Queremos subsídio para Londrina, Maringá. Foz do Iguaçu”, cobraram os deputados.

Segundo Traiano, o repasse de R$ 20 milhões do orçamento de 2022 do Legislativo será feito ao Governo para manter a ajuda estadual ao sistema de transporte da capital.

Traiano afirmou que o governador Ratinho Junior (PSD) vai liberar os 20 milhões como subsídio ao transporte coletivo de Curitiba.

“O governador está fazendo as tratativas para auxiliar Curitiba e Região Metropolitana na questão do transporte coletivo com o subsídio que anualmente o Estado contribui. Há uma participação da Assembleia na devolução de recursos, com valor na ordem de R$ 20 milhões que a Assembleia está atendendo para esse objetivo, com recursos do exercício de 2022”, disse Traiano que lembrou que no passado a Assembleia Legislativa já havia feito devolução ao Governo com o mesmo objetivo, na ordem de R$ 30 milhões.

Para o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), primeiro secretário da Assembleia, o repasse é um esforço conjunto para evitar que haja um reajuste na tarifa do transporte coletivo.

“Houve uma solicitação por parte do Governo do Estado para que pudéssemos antecipar as devoluções para viabilizar um aporte de recursos para impedir que haja reajuste na tarifa do transporte coletivo. Vamos contribuir com um aporte de R$ 20 milhões, com isso o Governo pode auxiliar a política de subsidiar a tarifa do transporte coletivo. É um esforço conjunto para uma causa justa, que é garantir que a tarifa não seja reajustada para o usuário”.

Segundo os deputados Traiano e Romanelli, o repasse de R$ 20 milhões será feito pela Assembleia Legislativa ao Governo do Estado em uma ação conjunta para evitar que haja aumento de tarifa para o usuário do transporte coletivo de Curitiba. Foto: Orlando Kissner/Alep

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s