Vereadores aprovam resolução que facilita o uso de diárias, sem prestação de contas

Crédito de imagem: José Aldinam.
Crédito de imagem: José Aldinam.

– Diárias custam ao bolso da população, aproximadamente R$ 350, 00 por vereador –

Exemplo de retrocesso e de desrespeito ao príncipio da moralidade,vereadores de Ponta Grossa aprovaram, nesta quarta (17), a resolução que retira a obrigação dos parlamentares em apresentar um relatório sobre as viagens, em que utilizam as famosas diárias, que são pagas com o dinheiro da população.

 A iniciativa partiu da mesa executiva da Câmara dos Vereadores, composta pelo presidente Sebastião Mainardes Junior (DEM) e o vereadores Jorge da Farmácia (PDT), Pietro Arnaud (PTB), Altair Machado ‘Taíco’ (PTN) e José Nilson Ribeiro ‘Nilsão’. 

 De acordo com o que foi aprovado vereadores poderão utilizar de valores das diárias, sem precisar comprovar tudo mediante relatório ou apresentação de notas fiscais, ou seja, a “farra das diárias” está garantida.

 Com a mudança, os parlamentares terão apenas que justificar com um relato verbal, durante as sessões. “Não precisamos prestar contas de diárias, pois não existe reembolso dessa verba”. disse o presidente da Câmara dos Vereadores, Sebastião Mainardes Junior (DEM).

 O vereador Taíco acredita que deveria ocorrer uma fiscalização efetiva sobre a utilização das diárias. “Os vereadores que usufruem dessas diárias teriam que apresentar notas fiscais, que comprovem em que usaram o dinheiro.

 A minha opinião é de que o relatório deveria continuar sendo apresentado”, afirma. Ainda de acordo com o vereador, muitos parlamentares utilizam as diárias de forma indevida. “Não dá para entender por que alguns vereadores precisam viajar para Curitiba ou Brasília para reuniões com deputados da nossa cidade, que estão aqui toda semana”, argumentou o vereador Taíco Nunes. 

 Diante do que foi aprovado ficou muito mais fácil a liberação das diárias. Agora, basta o vereador apresentar um requerimento, com no mínimo, três dias de antecedência. No pedido, o parlamentar deve informar o compromisso que terá em determinada cidade, relatando data, horário e assuntos a serem tratados. Com isso, os vereadores garantem recursos para viagem, despesas com alimentação e hospedagem.

 A verdade é que muitos vereadores não visitam nem os bairros de Ponta Grossa, que por sinal, estão abandonados. Neste sentido, fica a seguinte questão: por que vereadores se deslocam de Ponta Grossa a Curitiba ou a Brasília, para falar com deputados locais, que possuem escritórios políticos na cidade? Não seria mais fácil falar com os deputados na própria cidade?

 Se realmente os vereadores que ganham por mês R$ 10.058,74, precisam de mais recursos para despesa com diárias, por que isso não pode ser comprovado por relatórios e com as devidas notas fiscais?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s