“136 mil é o menor valor possível para a passagem da tocha olímpica”, diz o chefe de Gabinete de Rangel

linhares
O alto valor que a prefeitura de Ponta Grossa vai gastar com a passagem da tocha olímpica, na próxima sexta-feira (15), tem sido alvo de críticas da população e de vereadores. Segundo Ricardo Linhares os R$136 mil serão utilizados pensando na “segurança e na comodidade da população”.

O valor que a prefeitura de Ponta Grossa vai gastar com o evento da passagem da tocha olímpica, marcada para o próxima sexta-feira,15, tem chamado a atenção. Embora o prefeito Marcelo Rangel use com frequência o discurso de “crise” e “contenção de gastos”, somente para este evento a prefeitura vai desembolsar cerca de R$ 136 mil. A Frente dos Movimentos Sociais fez um comparativo com o valor gasto em outras cidades para a passagem da tocha olímpica e em todos os valores comparados, Ponta Grossa é a cidade que apresentou o maior valor.

Os municípios de Joinville (SC), Chapecó (SC) e Campo Mourão (PR), gastaram R$ 10 mil reais. E outras cidades também aparecem no comparativo feito pela Frente dos Movimentos Sociais: Rio Grande (RS), R$ 12 mil, Vila Vellha (ES), 13 mil, Arapongas (PR), R$ 15 mil, Erechim (RS), 38 mil, Londrina (PR), R$ 44 mil, Cascavel (PR), R$ 50 mil.

O chefe de Gabinete e secretário de Administração e Recursos Humanos, Ricardo Linhares, que é tio do prefeito Marcelo Rangel, disse que os gastos são referentes à segurança pública e disponibilização de banheiros químicos. “Estamos preocupados com a segurança da população de Ponta Grossa e também com a comodidade. Vamos colocar banheiros químicos e defensas em toda a Avenida Vicente Machado e no Parque Ambiental”, disse.

Questionado sobre o fato de que a prefeitura vai desembolsar um valor muito maior que outras cidades, Linhares afirmou que a diferença está na segurança e comparou o tamanho das cidades. “Os outros municípios não gastam tanto por que não fizeram estas defensas e nós estamos preocupados com isso. E o nosso espaço é maior que o de outras cidades”, afirmou.

Em relação às críticas da população e da Câmara dos Vereadores sobre os R$ 136 mil que vão sair dos cofres públicos, o chefe de gabinete disse que não foi convocado para prestar esclarecimentos. “Eu não fui convocado pela Câmara, nenhum ofício e nenhuma convocação. Se fosse convocado explicaria com a maior tranquilidade, pois o nosso governo é transparente. Nós já respondemos a outros requerimentos dos vereadores, eles tem liberdade para isso”.

Segundo Ricardo Linhares os R$ 136 mil são oriundos do Gabinete do Prefeito e fazem parte das exigências do comitê olímpico. “Nós contratamos aquilo que o comitê nos pediu, tomamos todas as precauções e com o menor gasto possível”.

Ouça a entrevista Ricardo Linhares:

    Veja quanto outras cidades vão gastar com a passagem da tocha olímpica:

frente dos movimentos sociais

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s