vídeo Cassação de Cunha movimenta cenário eleitoral em PG

sandro-e-a-aliel-1
“Sim para o Cunha e não para o impeachment, o maior escândalo de corrupção do país. Não se pode ter uma manifestação seletiva”, disse Sandro Alex (PSD).

Os dois deputados federais ponta-grossenses, Sandro Alex (PSD) e Aliel Machado (Rede) foram favoráveis à cassação do deputado Eduardo Cunha (PMDB).

Aliel Machado destacou que a Rede foi um dos partidos que entrou com pedidos de afastamento de Eduardo Cunha. O deputado publicou um vídeo em que aparece chamando Cunha de ladrão. “Cunha mentiu na CPI, manobrou votações. E foi retirado dessa casa pela Justiça e não pelos deputados. Lugar de ladrão é na cadeia”, disse Aliel Machado, na presença de Eduardo Cunha. (https://www.youtube.com/watch?v=5QZ86IayqnE)

Já o deputado Sandro Alex (PSD), que também é vice-presidente do Conselho de Ética, mesmo sem dizer nomes, disparou críticas aos que deram voto sim para cassação de Cunha e não para o impeachment de Dilma Rousseff (PT), caso de Aliel Machado, por exemplo.

“No Conselho de Ética tivemos momentos críticos, foram muitos momentos de crise e trabalho. Hoje muitos querem aparecer por causa das eleições e todos sabem. Eu votei sim ao impeachment e sim para a cassação de Eduardo Cunha, pois acredito que não se pode ter uma manifestação seletiva. Sim para o Cunha e não para o impeachment, o maior escândalo de corrupção do país. Talvez por que receberam recursos, tomaram café e negociaram apoio do PT”, declarou. (https://www.facebook.com/depsandroalex/?fref=ts)

Ficou evidente a intenção dos dois deputados em relação ao processo eleitoral em Ponta Grossa. Sandro Alex é irmão do candidato à reeleição, Marcelo Rangel (PPS) e deixou claro que dedicou boa parte de suas palavras ao concorrente de Marcelo, deputado Aliel Machado, por ter votado favorável a cassação de Cunha e contrário ao impeachment de Dilma.

Por outro lado, Aliel Machado tem lançado seu vídeo, em que faz críticas a Eduardo Cunha “com um grande feito”, mostrando claramente que a intenção é que isso tenha impacto em sua campanha eleitoral. No horário eleitoral desta terça-feira (13), o candidato coloca como destaque sua atitude em relação ao deputado cassado Eduardo Cunha, visando puxar votos.

 A cassação de Eduardo Cunha aconteceu nesta segunda-feira (12). Cunha foi cassado foi  por 450 votos a favor, 10 contra e 9 abstenções; 470 deputados participaram da sessão, incluindo o presidente da Casa, que só votaria se houvesse empate.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s