Pauliki afirma que “coloca a mão no fogo por Osmar Dias”

pauliki e osmar
Osmar Dias é pré-candidato ao governo do Paraná e Marcio Pauliki  pretende disputar uma vaga na Câmara Federal, nas eleições de 2018. (foto: Divulgação)

O deputado estadual Marcio Pauliki (PDT) saiu em defesa do ex-senador e pré-candidato ao governo do Paraná, Osmar Dias (PDT). Osmar foi citado na lista de delações dos executivos da Odebrecht, empresa investigada na Operação Lava Jato.

A lista com os pedidos de investigação feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) foi divulgada nesta terça-feira (11) ao ministro Luiz Edson Fachin, relator dos processos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Pauliki não se manifestou em relação ao seu aliado, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), que enfrenta sérias denúncias de corrupção e também está na lista da Lava Jato, apenas manifestou apoio a Osmar Dias. O deputado a afirmou que confia no caráter de Osmar. “São 30 anos de vida pública construídos com muita ética, sem mancha alguma. Pelo Osmar Dias coloco a minha mão no fogo. e é muito raro eu declarar isso, ainda mais pela conjuntura política que vivemos atualmente.  Estou ao lado de Osmar desde 2005 e sei o quanto ele é um homem honesto e transparente”, afirmou o deputado.

Veja a nota do deputado Marcio Pauliki:

Pelo Osmar coloco a mão no fogo!

Em face da divulgação do nome do Osmar Dias na lista divulgada pelo Supremo Tribunal Federal na noite de terça-feira, venho a público manifestar meu apoio ao ex-senador.  São 30 anos de vida pública construídos com muita ética, sem mancha alguma. Pelo Osmar Dias coloco a minha mão no fogo… e é muito raro eu declarar isso, ainda mais pela conjuntura política que vivemos atualmente.  Estou ao lado de Osmar desde 2005 e sei o quanto ele é um homem honesto e transparente.

Não podemos esquecer o passado das pessoas. Para se lembrar da honestidade de Osmar basta recordar quando, em 2001, ele comunicou oficialmente, em pronunciamento da tribuna do Senado, seu desligamento do PSDB.  Durante o pronunciamento, Osmar Dias ressaltou que se recusou a retirar suas assinaturas do requerimento de criação da CPI da Corrupção no Senado. Foi por lutar contra a corrupção que Osmar Dias foi expulso da sigla partidária. Não condiz com ele, portanto, práticas ilícitas e irregulares. Por isso, mantenho meu incondicional apoio ao Osmar e à sua pré candidatura ao governo do Paraná.

Denúncias contra Osmar Dias

O ex-senador paranaense Osmar Dias (PDT) aparece na lista de nomes citados nas delações de executivos e ex-executivos do Grupo Odebrecht. Nos documentos revelados pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, Dias é citado como beneficiário de doações de campanha não declaradas à Justiça Eleitoral nas eleições de 2010, quando concorreu ao governo do Paraná.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s