Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais suspende cirurgias eletivas e exames de mamografia

guiagoioere,06092016085805f01

Hospital Universitário dos Campos Gerais não vai mais ofertar cirurgias eletivas de urologia e neurocirurgia e exames de mamografia e de esforço físico. (foto: UEPG)

Em entrevista à Rádio T e ao Blog da Mareli Martins nesta sexta-feira (7) o diretor clínico do Hospital Universitário dos Campos Gerais, Rogério Clemente, confirmou que o hospital vai suspender cirurgias eletivas em determinadas áreas e também comunicou a suspensão de determinados exames. O Hospital é administrado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). (Ouça a entrevista completa ao final do texto)

“Os serviços que foram suspensos são as cirurgias eletivas de neurocirugia e urologia. E também os exames de mamografia”, afirmou o médico Rogério Clemente, afirmou.

Rogério Clemente disse que o anúncio do Hospital Bom Jesus da suspensão dos atendimentos de alta complexidade neurológica agravou a situação. “Com o fechamento do Hospital Bom Jesus em relação na área neurológica de alta complexidade, aumentou o número de emergências aqui no nosso hospital. E essa é uma das razões para a suspensão destes atendimentos que anunciamos”, destacou.

Apesar de negar que faltam recursos financeiros, Rogério Clemente afirmou que hospital precisa melhorar o espaço físico e necessita contratar mais funcionários. E para isso, evidentemente, que são necessários recursos.

“Não faltam recursos, falta espaço físico, estrutura, gente para atender, insumos, isso precisa ser planejado com antecedência”, disse.

De acordo com Rogério Clemente, o Hospital Universitário está passando por um processo de definição das reais vocações do hospital. “Esse é um processo natural de todos os hospitais, cada hospital procura sua vocação. Existem outros hospitais na rede que oferecem estes serviços. Estamos numa fase de discussão dos pactos com a Secretaria de Saúde, trata-se de um pacto de ambas as partes. O nosso foco são as cirurgias de emergência”, destacou.

Nós entramos em contato com chefe da 3ª Regional de Saúde de Ponta Grossa, Robson Xavier, que disse que não possuia a informação sobre o a suspensão destes serviços do Hospital Regional.

Mas existe contradição nesta informação, pois o médico do Hospital Regional disse que “a discussão sobre a suspensão destes serviços está ocorrendo há muitos meses juntamente com a 3ª Regional de Saúde”.

Ainda durante a entrevista, o Dr Rogério Clemente informou que o Hospital Regional não estava credenciado para os atendimentos que foram suspensos: “não existia o  credenciamento para atendimento dessas áreas, antendemos em respeito a necessidade da época”.

Segundo o médico, o Hospital Universitário já atende demandas que seriam de outros hopsitais. “Nós já absorvemos outras áreas, a maternidade atende toda a região dos Campos Gerais. Temos  UTI  de criança e não temos um setor forte de pediatria infantil; Além disso, o IML acabou vindo pra cá também, para que vocês entendam”, explicou.

No programa TNEWS desta sexta-feira (7), o chefe da 3ª Regional, Robson Xavier,  enviou um áudio negando que houve determinação da Regional para a suspensão dos serviços anunciados pelo Hospital Regional.

Vale dizer que Robson Xavier não respondeu as principais questões. Precisamos saber que hospital vai atender os serviços supensos pelo Hospital Regional? Que hospital fará as cirurgias eletivas de urologia e neurocirurgia? Que hospital vai realizar os exames de mamografia?

A 3ª Regional de Saúde também não respondeu também que instituição vai realizar os atendimentos de alta complexidade neurológica, que foram suspensos pelo Hospital Bom Jesus.

Nós já encaminhamos todas estas demandas para o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto. A Secretaria de Saúde do Paraná encaminhou a seguinte nota:

Estamos em processo de desabilitação do Hospital Bom Jesus nas áreas de Alta Complexidade de Neurologia e Neurocirurgia, a pedido da própria instituição, que vem enfrentando grave crise financeira nos últimos anos. Desde setembro de 2019 a Secretaria da Saúde, por intermédio da 3º Regional de Saúde, tem se reunido com a direção da instituição e seu corpo clínico para tentar solucionar a situação. O governo fez um aporte de recursos de R$ 1,1 milhão para aquisição de tomógrafo.

Desde então, os quadros graves estão sendo absorvidos pela Santa Casa de Misericórdia, pelo Hospital Regional dos Campos Gerais e por hospitais de Curitiba. Em dezembro, a Sesa iniciou tratativas com uma importante instituição hospitalar do município para que possa ser habilitada pelo Ministério da Saúde para atender as demandas regionais na Alta Complexidade de Neurologia e Neurocirurgia. Na semana que vem, uma equipe técnica da secretaria irá a Ponta Grossa para tratar desta questão.

O objetivo é não deixar nenhum paciente desatendido. O Hospital Bom Jesus continua atendendo o SUS, sendo referência na Alta Complexidade de Cardiologia. A instituição também recebe pacientes de média complexidade em neurologia.

Com relação à suspensão de exames, a Sesa informa que o exame de mamografia pode ser realizado em dois outros prestadores da Região: Clinica da Imagem, em Ponta Grossa, e MK Clinic, em Jaguariaíva. Essas clínicas têm registrado, inclusive, sobra de agenda em alguns meses. Já o Teste de Esforço é oferecido nos ambulatórios habilitados em Cardiologia do Hospital Santa Casa de Misericórdia e do Hospital Bom Jesus, ambos em Ponta Grossa.

Na área de cirurgias eletivas, a referência para Neurocirurgia é o Hospital Rocio, de Campo Largo, via sistema de Regulação estadual. E para Urologia, como não há prestador de referência nessa especialidade, os pacientes são encaminhados para Tratamento Fora do Domicílio (TFD) em Curitiba. (SESA)

Nota do Hospital Regional dos Campos Gerais

A Direção do HU informa:
Conforme estabelecido pelas políticas da Secretaria de Estado de Saúde e pactuado com a 3ª Regional de Saúde, consultas e procedimentos de especialidades médicas são ofertados conforme a capacidade de atendimento de cada hospital.

Assim, o HU não atenderá cirurgias eletivas em urologia; neurocirurgia – havia outro prestador credenciado pelo Ministério da Saúde; ginecologia – não há prestador habilitado; exames de mamografia – a responsabilidade não é do HU ; testes de esforço – obrigação dos serviços habilitados em cirurgia cardiovascular; e eletroneuromiografia, o HU não deixará de ofertar este exame.

O Hospital Universitário cumpre todas as suas obrigações como Hospital de Ensino, integrante da Rede de Assistência a Saúde e Rede de Urgência e Emergência da Sesa. A Universidade Estadual de Ponta Grossa e direção do HU-UEPG investem esforços e recursos físicos, humanos e orçamentários para cumprir este papel com excelência reconhecida.

Ouça a entrevista com o diretor clínico do Hospital Universitário dos Campos Gerais, Rogério Clemente:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s