Funcionários da VCG realizam assembleia nesta quinta para avaliar nova proposta

Trabalhadores avaliam nova proposta da VCG nesta quinta-feira (2). (Foto: Mareli Martins – protesto realizado em outubro de 2021)

A Viação Campos Gerais (VCG) apresentou uma nova proposta aos trabalhadores, que já anunciaram possível greve a partir de sexta-feira (3).

Na última segunda-feira (29), os trabalhadores, depois de realização de uma assembleia, não aceitam a proposta de reajuste salarial e o parcelamento do 13º salário de 2021 em cinco parcelas.

A nova proposta da VCG mantém o parcelamento do 13º salário, mas em quatro parcelas, sem pular os meses de janeiro e fevereiro de 2022.

Dessa forma, a empresa que 30% já foi pago nesta terça-feira (30). O restante será parcelado, conforme a proposta da seguinte forma: 30% em 20/12/2021; 20% em 20/01/2022; e 20% em 20/02/2022.

 A proposta enviada pela VCG também apresenta um reajuste salarial de 10,67% e 14,3% no vale alimentação.

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores (Sintropas), Luis Carlos de Oliveira , disse que a proposta será avaliada em assembleia nesta quinta-feira (2), das 8h às 18h.  Serão cinco urnas para votação dos trabalhadores. Cada Terminal de Transporte Coletivo contará com uma urna e outra ficará na garagem da VCG.

Veja a nota da VCG

“Caros Colaboradores, no dia de ontem, duas propostas enviadas pela empresa em relação ao reajuste salarial, pagamento do décimo terceiro salário e demais providências foram rejeitadas pela categoria, de modo que foi aprovado o indicativo de greve.

A greve para nossa operação, que depende da arrecadação e giro da catraca diárias, é extremamente prejudicial a todos.

A crise financeira vivida pelo sistema de transporte coletivo não passou, e ainda depende de muitos fatores incertos para ter seu fim.

Vale destacar que embora tenhamos tido um reajuste de tarifa, ele não é suficiente para nos tirar de uma situação de crise. O cenário ainda é de extrema atenção e responsabilidade para que possamos, gradativamente e ainda que lentamente sair da situação atual.

Neste sentido, como forma de evitar-se um mal maior, hoje enviamos ao SINTROPAS uma nova proposta de acordo, que contempla um reajuste salarial adequado, inclusive acima da média para o cartão alimentação, mas depende necessariamente de um parcelamento do décimo terceiro para ter sustentabilidade.

A proposta enviada pela empresa é realmente o limite daquilo que pode ser oferecido para a não ocorrência de uma greve geral, e pedimos o entendimento de para que o transporte coletivo não viva um colapso de grandes proporções, de modo que possamos manter nossas atividades.

A não aprovação da proposta levará a questão a uma decisão judicial, mediante um dissídio. Contamos com o apoio de todos para superarmos, em definitivo esta crise.”

.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s