Pré-candidato ao Senado, Guto Silva critica senadores do Paraná: “são ausentes nas demandas do estado”

Guto Silva (PP-PR) é um dos nomes que busca o apoio de Ratinho Junior na disputa ao Senado, mas isso ainda não está definido e muitos buscam esse apoio.

Em entrevista ao Jornal Falado Clube e ao Blog da Mareli Martins, nesta terça-feira (5), o pré-candidato ao Senado, Guto Silva (PP-PR) disse que existe um distanciamento entre os atuais senadores e a população do Paraná. Guto Silva é deputado estadual e foi chefe da Casa Civil no governo de Ratinho Junior (PSD). (Ouça a entrevista completa no final do texto)

“Vejo uma ausência dos senadores em relação aos temas da população do Paraná. Existe um distanciamento com os nossos municípios. Coloquei o meu nome para disputar o Senado para fazer um trabalho de aproximação com a população, pois os atuais senadores estão distantes do Paraná. Precisamos de uma agenda de trabalho para defender os interesses do Paraná”, disse Guto Silva.

Atualmente os três senadores do Paraná estão no Podemos, Alvaro Dias, Flávio Arns, Oriovisto Guimarães. Os dois últimos possuem mais quatro anos de mandato (senadores tem oito anos de mandato). Já o senador Alvaro Dias termina o mandato nesse ano e atualmente é pré-candidato à reeleição.

Guto Silva é um dos nomes que busca o apoio de Ratinho Junior na disputa ao Senado, mas isso ainda não está definido e muitos buscam esse apoio.

O pré-candidato disse que ainda acredita no apoio de Ratinho Junior.

“Eu acredito no apoio do Ratinho Junior, mas ainda tem muita coisa pra acontecer. A minha tese no momento é nessa neutralidade do governador por conta das conjunturas que estão ocorrendo. Eu acredito que o governador será reeleito no primeiro turno. Estou lutando por esse apoio do Ratinho Junior naturalmente,  mas sei que muitos querem o apoio do governador pelo bons números  que o governo Ratinho apresenta. E sei que no momento ele está trabalhando nas conjunturas para garantir que seja eleito no primeiro turno. Mas continuo trabalhando”, afirmou.

Críticas ao ex-juiz Sérgio Moro

Sobre a possibilidade do ex-juiz da Lava Jato e ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro (União Brasil), disputar o senado, Guto Silva deu a entender que Moro defende “interesses pessoais”.

“Respeito qualquer candidatura, mas o ponto principal é a defesa do Paraná e não pode ser um projeto pessoal ou porque não deu certo em São Paulo e aí volta ao Paraná”, afirmou.

Guto Silva e Sérgio Moro nasceram na mesma cidade, Maringá. Ambos se intitulam “pé vermelho”.

Pedágios

Guto Silva era chefe da Casa Civil do Paraná quando o governo começou a tratar do novo modelo de pedágios com o governo federal.

O modelo foi apresentando ao governador Ratinho Junior pelo ex-ministro de Infraestura, Tarcísio Freitas, que atualmente é pré-candidato ao governo de São Paulo. O modelo também foi apresentado ao ex-secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex (PSD), que retornou à Câmara Federal na busca da reeleição.

O governo Ratinho prometeu mais obras, transparência e redução de 50 % nas tarifas na próxima licitação.

Mas recentemente estudos apontados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) mostram aumento de 23% nas tarifas do lote 2, antes mesmo da licitação, devido aos custos. Leia: https://marelimartins.com.br/2022/06/10/tarifas-de-pedagio-podem-subir-23-no-parana-antes-da-nova-concessao-diz-antt/

Ou seja, os valores serão revisados e dos demais lotes também. Esse aumento refere-se apenas ao período de 2020 a 2022.

Mesmo assim, Guto Silva garantiu que Ratinho Junior vai baixar as tarifas em 50% na nova licitação e atribuiu a revisão das tarifas aos fatores mundiais e questões econômicas.

“O governo do estado conheço o modelo, tanto que brigamos para mudar o primeiro modelo apresentado. Essa atualização das tarifas está relacionada a inflação, pandemia, guerra na Ucrânia, preço do Petróleo e outros componentes que influenciam nos preços das tarifas. Mas estou otimista e acredito que esses custos vão baixar. Acredito na redução das tarifas de pedágio em cinquenta por cento. E se o modelo não ficar adequado ao Paraná, tenho certeza que o governador não vai delegar as rodovias para a União”, disse.

As entrevistas com os pré-candidatos vão ar durante o Jornal Falado Clube, das 12h às 13h, de segunda à sexta.

OUÇA A ENTREVISTA COMPLETA

Os demais pré-candidatos ao Senado pelo Paraná, até o momento

Sergio Moro (União Brasil), Dr. Rosinha (PT), Alvaro Dias (Podemos), Paulo Martins (PL), Aline Sleutjes (Pros), Alex Canziani (PSD), Guto Silva (PP)

  • obs: as candidaturas somente serão confirmadas a partir das convenções partidárias que iniciam em 20 de julho e encerram no dia 05 de agosto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s