Após perder primeira-secretaria, Plauto ameaça: ” tenho um pendrive com muitas informações”

plauto
“Vi muita coisa, escutei muita coisa. Tomei o cuidado, nesses oito anos de tirar cópia de todos os documentos que tramitaram na Assembleia Legislativa”, disse  o deputado Plauto. (foto: Pedro de Oliveira/Alep)

O deputado Plauto Miró Guimarães (DEM), que foi aliado do ex-governador Beto Richa (PSDB), parece que não engoliu o fato de perder a primeira-secretaria da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), para o ex-líder de Richa, Romanelli (PSB).

E tudo indica “que o buraco é mais embaixo”. Plauto demostra esta magoado com o governador Ratinho Junior (PSD). Talvez o governo “não está atendendo aos pedidos do deputado”.

O fato é que agora, por mais incrível que isso possa parecer, Plauto se diz “oposição”. Diz que “vai fiscalizar o governo de Ratinho”. Vamos ver até quando!

Na sessão plenária desta terça-feira (12), o deputado Plauto Miró usou a tribuna da Alep para o dar um recado ao governo de Ratinho Junior e seus aliados. Informou que fez cópia de todos os documentos que tramitaram na Casa, no período, até, segundo ele, como “precaução” contra eventuais denúncias de irregularidades.

“Vi muita coisa, escutei muita coisa. Tomei o cuidado, nesses oito anos de tirar cópia de todos os documentos que tramitaram na Assembleia Legislativa. Tenho um pendrive com muitas informações. Tenho fora da Assembleia todas as informações destes oito anos, até mesmo por precaução”, disse Plauto.

“A gente sabe que dentro do poder público muitas vezes os papéis somem, desaparecem. Muitas vezes quando você precisa se defender, nem sempre de acusações de irregularidades, mas uma série de questões que possam acontecer, você precisa ter documentos que na administração ela pode ter sumido”.

Plauto é o primeiro vice-presidente da Mesa Executiva, mesmo assim, disse que “vai fiscalizar o governo”.

A primeira-secretaria é o segundo cargo mais importante da Assembleia, ficando abaixo apenas da presidência. O primeiro-secretário é responsável pela administração da Casa, incluindo verbas, contratos, além de ter o poder de nomear dezenas de cargos. Plauto ocupava o posto desde 2011, ainda durante a gestão do então presidente Valdir Rossoni (PSDB), e permaneceu no cargo após a eleição de Ademar Traiano (PSDB), em 2015. Na eleição para a Mesa Executiva da nova legislatura, porém, ele perdeu a vaga para o ex-líder do governo Beto Richa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB).

 

Operação Quadro Negro

Em agosto do ano passado, o procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia, do Ministério Público (MP), determinou abertura de inquérito criminal para investigar o presidente da Assebleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB) e o então primeiro-secretário da Casa, Plauto Miró Guimarães (DEM), no âmbito da Operação Quadro Negro, que investiga desvio de cerca de R$ 20 milhões para obras em escolas estaduais.

Ouça um trecho do discurso de Plauto:

Um comentário

  1. Ai ai, o circo continua, respeitável público (entenda-se eleitor), bem vindos a 2019, o ano em que tudo será igual, mas diferente!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s