Ex-assessor de Felipe Passos diz em BO que foi ameaçado de morte pelo vereador

Vereador nega as acusações e diz “ser vítima de ameaças e extorsão”. (Foto: CMPG)

O Blog da Mareli Martins teve acesso ao Boletim de Ocorrência (BO) registrado na 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa pelo ex-assessor do vereador Felipe Passos (PSDB), Felipe dos Santos Reis. Ele relata ter sido ameaçado de morte pelo vereador. (Veja o BO no final do texto)

Conforme relato do assessor, no BO, ele procurou a Polícia, no dia 22 de dezembro de dezembro de 2020, após uma discussão com Felipe Passos. Segundo o assessor, a briga aconteceu por conta dos “assédios” que ele teria sofrido.

Felipe dos Reis disse à Polícia que durante a discussão o vereador Felipe Passos o ameaçou com a seguinte frase: “Tenho um conhecido que já matou um, para matar outro, não custa”.

As acusações envolvendo o vereador reeleito Felipe Passos envolvem assédio sexual e as rachadinhas. Ex-assessores do vereador registraram atas em cartório, dizendo que eram obrigados a dividir o salário com o vereador, a chamada “rachadinha”.

O ex-assessor, Felipe dos Reis, também registrou em cartório prints de conversas de Whatsapp, com o objetivo de provar o “assédio sexual” e as rachadinhas. Nas conversas, ele enviou comprovantes de depósitos para o vereador Felipe Passos.

O Blog da Mareli Martins conversou com o vereador Felipe Passos, que alegou estar sendo vítima de ameaças e extorsão.

“Há algum tempo venho sendo ameaçado e sofrendo extorsão de pessoas de má índole infiltradas na política. Hoje, de forma covarde, jogaram mensagens deturpadas e fora de contexto, na mídia. A verdade virá à tona. A justiça será feita”, afirmou o vereador Felipe Passos.

O Blog da Mareli Martins teve acesso também ao ofício encaminhado pelo PSDB à Câmara dos Vereadores de Ponta Grossa, com pedido de abertura de sindicância para apurar as denúncias feitas contra o vereador Felipe Passos. O presidente do PSDB em Ponta Grossa é o ex-prefeito Marcelo Rangel. (Veja o ofício no final do texto)

Nós entramos em contato com o presidente da Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, Daniel Milla (PSD), para buscar uma posição da Câmara sobre as denúncias. Milla disse que “ainda não teve acesso às denúncias e que não recebeu o ofício do PSDB”. Milla afirmou que “somente depois disso poderá se manifestar”.

VEJA O BOLETIM DE OCORRÊNCIA (O Blog da Mareli Martins confirmou que o BO é verdadeiro)

VEJA O OFÍCIO DO PSDB PEDINDO SINDICÂNCIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s