Prefeitura de PG pede que empresa investigada por corrupção retome o EstaR Digital

Proprietários da Cidatec seguem em prisão domiciliar por conta de investigação sobre corrupção e fraude. (Foto: PMPG)

A Prefeitura de Ponta Grossa solicitou a retomada do serviço de EstaR Digital. O objetivo do governo municipal é que os serviços sejam prestados pela Cidatec, empresa que é investigada por corrupção e fraude no EstaR. O governo de Elizabeth Schmidt ainda não cogitou abertura de licitação para escolha de outra empresa. Ao contrário, o governo insiste na permanência da Cidatec. Atualmente o ex-vereador Celso Cieslak está no comando da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT).

Os empresários da Cidatec Antonio Carlos Domingues de Sá, Alberto Abujamra Neto e Celso Ricardo Madrid Finck estão em prisão domiciliar, com uso de tornozeleira eletrônica.

Além dos proprietários, seguem em prisão domiciliar o proprietário da TV Vila Velha e do site D’Ponta, radialista e apresentador de TV, João Carlos Barbiero e o vereador Walter José de Souza (PRTB), Valtão, que tomou posse na Câmara de Ponta Grossa, em cerimônia às escondidas, na quarta-feira (20).

A Prefeitura de Ponta Grossa informou nesta quinta-feira (21), que “na última semana revogou o decreto que suspendeu o contrato com a empresa Cidatec, dando prazo de 48h para retomada das atividades”, diz a nota da administração municipal.

Mas segundo o governo municipal, a Cidatec disse que está aguardando uma resposta do Ministério Público. “Na tarde de ontem (20), a Prefeitura recebeu comunicado da empresa informando que aguarda posicionamento do Ministério Público”, informou a Prefeitura.

De acordo com a Prefeitura, nesta quinta-feira (19), “o Procurador Geral, Gustavo da Matta, estará reunido com o MP para tratar do tema”.

Relembre a Operação Saturno

A Operação Saturno, que investiga corrupção no EstaR Digital de Ponta Grossa, ocorreu no dia 15 de dezembro e foi realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, (GAECO). Na ocasião também foram presos, o ex-presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), Roberto Pelissari, também o ex-vereador Ricardo Zampieri (Republicanos). Ambos estão em liberdade e o Gaeco alegou falta de provas sobre o envolvimento dos dois na fraude.

O Ministério Público do Paraná do Paraná denunciou o vereador Walter José de Souza (PRTB) e os empresários da Cidatec Antonio Carlos Domingues de Sá, Alberto Abujamra Neto, Celso Ricardo Madrid Finck e o empresário proprietário da TV Vila Velha e do site D’Ponta, João Carlos Barbiero.

Conforme texto da denúncia, os empresários responsáveis pela Cidatec contrataram um intermediário, no inquérito identificado como João Barbiero, para negociar com vereadores o direcionamento do relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do EstaR Digital a favor da empresa. A principal negociação teria sido feita entre Barbiero e o vereador Valtão, conforme aponta o Ministério Público.

Links relacionados:

MP denuncia vereador e empresários por corrupção no EstaR de PG e indica sequência de investigação de 11 pessoas | Mareli Martins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s