Em Ponta Grossa, empresa investigada por corrupção vence novamente licitação do EstaR

Empresa investigada por corrupção deve continuar operando o EstaR Digital de Ponta Grossa. (Foto: PMPG)

Tudo indica que a empresa Cidatec Tecnologia e Sistema Ltda deve continuar administrando os serviços do EstaR Digital de Ponta Grossa, mesmo com seus diretores réus no processo de corrupção do EstaR Digital de Ponta Grossa.

A Cidatec venceu novamente a licitação para os serviços em Ponta Grossa, realizada no dia 21 de março de 2022.

Mas como uma empresa questionou a licitação na Justiça, a Prefeitura de Ponta Grossa prorrogou o contrato com a Cidatec, no dia 08 de abril, por mais 90 dias.

Mesmo com diversos questionamentos sobre a licitação, a Procuradoria Geral do Munícipio manifestou parecer favorável à Cidatec. Dessa forma, a empresa deve continuar comandando o EstaR Digital na cidade.

O parecer será publicado no Diário Oficial nos próximo dias. E com isso, a Cidatec será considerada vencedora novamente na licitação do EstaR.

No dia 15 de dezembro de 2020, sócios da Cidatec foram presos, durante a Operação Saturno, realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná (MP-PR). Depois os mesmos diretores da Cidatec foram indiciados pelo MP por corrupção passiva.

Em janeiro de 2021, viraram réus no processo de corrupção no EstaR Digital, o ex-vereador Walter José de Souza (Valtão), os empresários Alberto Abujamra Neto, Antonio Carlos Domingues de Sá e Celso Ricardo Madrid Finck (sócios da Cidatec) e o empresário proprietário de Tv e site de comunicação, atualmente comunicador do Grupo T de Rádios, na Rádio Lagoa Dourada, João Barbiero.

Depois disso, o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJ/PR), por meio do desembargador Mário Helton Jorge, por meio da 2ª Câmara Criminal, decidiu anular a decisão que determinou a quebra do sigilo telefônico, ou seja, anulou as provas.

Porém, o Ministério Público recorreu e aguarda a validação das provas para dar andamento ao processo.

O fato é que a Prefeitura de Ponta Grossa não criou nenhum mecanismo na licitação para impedir a participação da Cidatec, até que o processo de corrupção seja julgado.

Ao contrário, a Prefeitura de Ponta Grossa está agindo para que a Cidatec continue comandando o EstaR, atitude que preocupa a população, diante das graves denúncias de corrupção.

No ano de 2021, a prefeita Elizabeth Schmidt renovou por 12 meses o  contrato com a Cidatec, com prazo até 31 de março, alegando que “abriria licitação o mais rápido possível”. Isso não aconteceu.

A Prefeitura de Ponta Grossa abriu a licitação apenas no dia 21 de março de 2022, quando restavam apenas dez dias do contrato prorrogado com a Cidatec. E novamente em 2022,  a Prefeitura de Ponta Grossa prorrogou por mais 90 dias o contrato com a Cidatec diante de uma impugnação ao processo licitatório.

Novamente a Cidatec venceu a licitação em 2022. Mas a empresa Serttel Soluções em Mobilidade e Segurança Urbana Ltda recorreu à Justiça e alegou irregularidades apresentadas pela Cidatec no processo licitatório.

E pelo “andar da carruagem”, tudo indica que o parecer da Procuradoria Geral do Munícipio de Ponta Grossa será favorável a continuidade da Cidatec no comando do EstaR Digital da cidade.

Veja a prorrogação com a Cidatec, publicada no Diário Oficial de Ponta Grossa, no dia 08 de abril de 2022:

VEJA MATÉRIAS RELACIONADAS

Elizabeth vai prorrogar contrato pela 2ª vez com empresa investigada por corrupção no EstaR | Mareli Martins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s